Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 17 de julho de 2019.
Dia de Proteção às Florestas .

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Negócios Corporativos

17/07/2019 - 17h37min. Alterada em 17/07 às 17h37min

Marcopolo adquire participação em empresa argentina por US$ 9 milhões

Empresa gaúcha adquiriu uma participação de 49% na empresa argentina Metalsur Carrocerias

Empresa gaúcha adquiriu uma participação de 49% na empresa argentina Metalsur Carrocerias


DOUGLAS DE SOUZA MELO/DIVULGAÇÃO/JC
Estadão Conteúdo
A Marcopolo adquiriu uma participação de 49% na empresa argentina Metalsur Carrocerias, por US$ 9 milhões. Além disso, por meio de uma reorganização societária, a companhia brasileira vai passar a ter 70% do capital da Metalsur e assim, controlar indiretamente, com 51% de participação, a também argentina Loma Hermosa, que até então era uma joint venture na qual a Marcopolo tinha fatia de 50%.
A Marcopolo adquiriu uma participação de 49% na empresa argentina Metalsur Carrocerias, por US$ 9 milhões. Além disso, por meio de uma reorganização societária, a companhia brasileira vai passar a ter 70% do capital da Metalsur e assim, controlar indiretamente, com 51% de participação, a também argentina Loma Hermosa, que até então era uma joint venture na qual a Marcopolo tinha fatia de 50%.
Segundo a Marcopolo, a Metalsur apurou receita líquida de US$ 43,3 milhões em 2017 e de US$ 24,4 milhões em 2018, e Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) de US$ 11,2 milhões e US$ 3 milhões, respectivamente. A empresa é fabricante de carrocerias para ônibus rodoviários destinadas ao mercado argentino.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia