Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 01 de julho de 2019.
Dia Mundial da Arquitetura.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Empresas

01/07/2019 - 18h33min. Alterada em 01/07 às 19h52min

Nestlé anuncia fechamento de fábrica em Palmeira das Missões

Planta foi inaugurada em 2008 e funcionava como centro de recebimento e condensação de leite

Planta foi inaugurada em 2008 e funcionava como centro de recebimento e condensação de leite


GOOGLE EARTH/REPRODUÇÃO/JC
A Nestlé informou que irá encerrar as atividades de sua fábrica localizada na cidade gaúcha de Palmeira das Missões, na região das Missões. Em nota, a companhia informou que 18 funcionários que atualmente trabalham na planta serão desligados e que a produção será absorvida pela unidade de Carazinho, inaugurada em 2010 em espaço que antes pertencia à Parmalat.
A Nestlé informou que irá encerrar as atividades de sua fábrica localizada na cidade gaúcha de Palmeira das Missões, na região das Missões. Em nota, a companhia informou que 18 funcionários que atualmente trabalham na planta serão desligados e que a produção será absorvida pela unidade de Carazinho, inaugurada em 2010 em espaço que antes pertencia à Parmalat.
A empresa informa que a medida "visa otimizar a logística, alcançar maior flexibilidade para o transporte da matéria-prima e, consequentemente, maior eficiência de suas operações em um segmento de alta competitividade".
A planta de Palmeira das Missões foi inaugurada em 2008 e funcionava como centro de recebimento e condensação de leite. Mesmo com o fechamento, a Nestlé afirma que a compra de leite dos atuais 127 fornecedores que possuem propriedades em Palmeira das Missões ou nas proximidades do município será mantida.
Foi o segunda desativação de fábrica no Rio Grande do Sul que veio à tona nesta segunda-feira. No começo da manhã, a unidade da Duratex, em São Leopoldo, não abriu e os 480 empregados foram surpreendidos com o aviso de demissões.  
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia