Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 14 de maio de 2019.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Aviação

Edição impressa de 14/05/2019. Alterada em 14/05 às 03h00min

Regra para mala de mão já vale no Salgado Filho

Medida será adotada por todas as empresas e busca agilizar o fluxo de passageiros nas áreas de embarque

Medida será adotada por todas as empresas e busca agilizar o fluxo de passageiros nas áreas de embarque


ROVENA ROSA/AGÊNCIA BRASIL/JC
A fiscalização mais rigorosa da bagagem de mão começou a valer ontem nos aeroportos Salgado Filho, em Porto Alegre, e em Congonhas (São Paulo), Galeão e Santos Dumont (Rio de Janeiro) e Santa Genoveva (Goiânia). A medida estava funcionando em caráter educativo havia duas semanas, com os passageiros sendo apenas informados sobre as novas determinações acerca das malas de mão.
Agora, antes de passar pela esteira de raio X no embarque, quem for viajar nestes aeroportos terá de seguir por um setor de triagem. Lá, uma caixa será utilizada para medir se as bagagens estão ou não dentro das dimensões permitidas.
Caso não estejam, estes passageiros terão de voltar ao setor de check-in para despachar seus pertences.
A ação de quatro fases começou a ser implementada de maneira educativa, em 10 de abril, nos aeroportos de Brasília, Curitiba, Campinas e Natal. Em 17 de abril foi a vez dos aeroportos de Belo Horizonte, Fortaleza, Recife e Belém.
A ação termina no dia 23 de maio, com a inclusão dos aeroportos Luís Eduardo Magalhães (Salvador) e Aeroporto Internacional de São Paulo (Guarulhos).
Apesar de existirem desde 2017, as regras passaram a ser exigidas só agora dos passageiros pela Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear) em 15 aeroportos brasileiros.
O objetivo, diz a associação, é agilizar o fluxo de clientes nas áreas de embarque, uma vez que muitos viajantes levam consigo bagagens fora dos padrões definidos, o que pode ocasionar no atraso de voos e traz desconforto aos passageiros.
A medida será adotada por todas as companhias aéreas nacionais e as dimensões estipuladas são as mesmas em todas elas: 55 cm de altura, 35 cm de largura e 25 cm de profundidade, conforme estipulado pela Associação Internacional de Transporte Aéreo (Iata, na sigla em inglês).

Confira as datas da ação

10 de abril (educativo) e 25 de abril (definitivo)
  • Juscelino Kubitschek (Brasília)
  • Afonso Pena (Curitiba)
  • Viracopos (Campinas)
  • Aluízio Alves (Natal)
17 de abril (educativo) e 2 de maio (definitivo)
  • Confins (Belo Horizonte)
  • Pinto Martins (Fortaleza)
  • Guararapes - Gilberto Freyre (Recife)
  • Val-de-Cans - Júlio Cezar Ribeiro (Belém)
24 de abril (educativo) e 13 de maio (definitivo)
  • Aeroporto de Congonhas (São Paulo)
  • Santa Genoveva (Goiânia)
  • Salgado Filho (Porto Alegre)
  • Galeão - Tom Jobim (Rio de Janeiro)
  • Santos Dumont (Rio de Janeiro)
8 de maio (educativo) e 23 de maio (definitivo)
  • Luís Eduardo Magalhães (Salvador)
  • Aeroporto Internacional de São Paulo (Guarulhos)
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia