Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 07 de maio de 2019.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Tecnologia

Edição impressa de 07/05/2019. Alterada em 06/05 às 21h42min

Valuation do Atlas Quantum anima mercado

Valor da empresa está avaliado em mais de R$ 300 milhões

Valor da empresa está avaliado em mais de R$ 300 milhões


/ATLAS /DIVULGAÇÃO/JC
Patricia Knebel
Quem acompanha o ecossistema de inovação brasileiro está acostumado com a dinâmica constante de busca por recursos para serem aplicados nas startups. O que ainda não é muito comum é ver esse dinheiro retornar para os investidores.
Por isso, uma das mais importantes movimentações do mercado de tecnologia gaúcho do momento é o anúncio de que a startup Atlas Quantum, maior empresa de criptomoedas da América Latina, recomprou uma parcela significativa dos 7,5% de seu capital pertencentes à WOW Aceleradora.
Na transação, o Atlas Quantum foi avaliado em mais de R$ 300 milhões pelas partes. Essa transação representa o maior valuation em uma saída de aceleradora brasileira. "É uma ótima notícia para o ecossistema de inovação gaúcho, pois tanto o conhecimento como o dinheiro investido voltam, realimentando o sistema e mostrando para quem está de fora que não é apenas nos Estados Unidos que isso acontece", comenta o CEO da WOW, André Ghignatti.
O Atlas Quantum possui mais de 23 mil clientes ativos e, neste ano, bateu a marca de 13 mil bitcoins sob custódia. O startup foi acelerada em 2017 pela WOW. Desde lá, vem apresentando crescimento exponencial. "O trabalho realizado com a WOW garantiu que o negócio contasse com todo suporte técnico e financeiro, fundamental para o sucesso da empresa", destaca o CEO do Atlas Quantum, Rodrigo Marques.
Em breve, as duas empresas lançarão um programa de coinvestimento em novas empresas de blockchain e criptomoedas, com previsão de investimento de até R$ 300 mil em novos negócios no setor.
A WOW conta com mais de 170 investidores e 66 startups investidas desde o início de suas atividades, em 2013. Esse é o terceiro valuation. Ghignatti comenta que a acelerada busca startups que, de alguma forma, desafiem os modelos e os paradigmas vigentes. "Esta é a razão de existir do empreendedorismo e o Atlas Quantum claramente representa isso. Essa negociação sobe a barra e mostra que o nosso projeto é robusto e tem perenidade", celebra o gestor.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia