Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 08 de abril de 2019.
Dia Mundial do Combate ao Câncer.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

turismo

Edição impressa de 08/04/2019. Alterada em 07/04 às 22h01min

Festimalha prevê R$ 17 milhões de faturamento

Feira completa três décadas e traz novidades neste ano, diz Kny

Feira completa três décadas e traz novidades neste ano, diz Kny


/LUIZA PRADO/JC
Osni Machado
A 30ª edição da Festimalha, considerada uma das maiores feiras de malha tricô do Brasil, em Nova Petrópolis, espera um faturamento de cerca de R$ 17 milhões neste ano, volume de vendas obtidos nas feiras de 2016 e 2017. O resultado do ano passado foi prejudicado pela greve nacional dos caminhoneiros, que ocorreu entre o final de maio e início de junho.
Neste ano, a Festimalha comemora três décadas de realização. Segundo o diretor do Departamento de Malharias da Associação Comercial e Industrial de Nova Petrópolis (Acinp), Márcio Kny, a feira traz, nesta edição, novidades em produtos e para o público visitante, como uma série de descontos em estabelecimentos da cidade.
Kny lembra que 45% da produção de malhas confeccionadas no município por ano são vendidas durante o evento, ou seja, são 800 mil peças. O setor emprega diretamente aproximadamente duas mil pessoas.
A Festimalha  será aberta no dia 1 de maio, com duração até 9 de junho, de quintas-feiras a domingos, das 10h às 19h, no Centro de Eventos da cidade e ocupará a totalidade do pavilhão de 2,7 mil metros quadrados de área, reunindo 66 expositores, dos quais 47 são malharias, além de espaço gastronômico e de acessórios.
Natacha Luiza Hahn, malheira e expositora, diz que a feira é muito importante para o setor para impulsionar os negócios. A Festimalha contará nesta edição com a participação de "blogueiras", que visitarão os estandes e irão destacar e comentar sobre as roupas e os estilos da moda outono-inverno, apresentados na feira, reforçando a divulgação do evento.
Além da variada gastronomia, a feira terá o espaço batizado de maridódromo, com horário ampliado, e uma área própria para atender as crianças. A Festimalha espera um público visitante de 80 a 100 mil pessoas, o representa quatro vezes a população do município, hoje ao redor de 20 mil habitantes.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia