Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 07 de março de 2019.
Dia do fuzileiro naval.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Turismo

Edição impressa de 08/03/2019. Alterada em 07/03 às 22h42min

Festa da Uva deve faturar R$ 220 milhões na Serra

Orçamento recebido neste ano ficou na casa de R$ 18 milhões

Orçamento recebido neste ano ficou na casa de R$ 18 milhões


/LEANDRO ARAÚJO/DIVULGAÇÃO/JC

Um dos mais tradicionais eventos do Rio Grande do Sul iniciou no dia 22 de fevereiro e segue até o domingo, 10 de março, no Parque Mario Bernardino Ramos, em Caxias do Sul. A Festa da Uva 2019 tem a expectativa de movimentar cerca de R$ 220 milhões na Serra Gaúcha. "Isso inclui todos os negócios realizados e prospectados na festa, movimento da rede hoteleira, restaurantes e comércio local e regional e ainda a geração de empregos temporários", destaca o diretor Executivo da Comissão Comunitária da Festa da Uva, Luciano Pereira.

No Parque, os Pavilhões Nostra Itàlia, Nostro Negòssio e Nostra Gente, a força da economia caxiense e regional está em evidência nos 240 espaços, que totalizam 10 mil metros quadrados de exposições. Destaque no Pavilhão Nostra Itália para os estandes das empresas patrocinadoras, Randon e Marcopolo, que reverenciam a história de 70 anos das empresas, comemorados em 2019; e do Banrisul, com um caixa eletrônico para operações bancárias.

Com um orçamento estimado em R$ 18 milhões e envolvimento de 1,2 mil pessoas, entre profissionais contratados e voluntários, a Festa da Uva 2019 tem como principais diferenciais os investimentos realizados na ambientação e cenografia dos espaços, no planejamento da área de exposições, com corredores mais largos, facilitando o fluxo e proporcionando mais conforto, e na concepção dos pavilhões, que estão mais focados na festa. "A proposta é oferecer aos nossos visitantes experiências diferenciadas em termos de música, dança e gastronomia", frisa Pereira.

Quem chega ao Parque Mário Bernardino Ramos é recepcionado pelo aroma da uva, ao receber a fruta para degustação. No Pavilhão Nostra Itàlia, 279 expositores apresentam os seus melhores cachos. Entre os corredores do Nostro Negòssio é possível visitar as fornerias, onde o preparo de pães e cucas de uva chama a atenção. A Alameda das Réplicas é parada obrigatória, com um passeio pela Caxias do Sul de 1885, e a possiblidade de degustar um piquenique nos jardins.

No Pavilhão Nostra Gente, a viagem sensorial é completa. A Vila dos Distritos, que reúne 10 casas que comercializam produtos locais, é composta ainda por um moinho e o antigo chafariz, que jorra água e recebe moedas com pedidos dos visitantes. No espaço é possível acompanhar as nonas fazendo um prato que é sucesso nessa edição do evento: a polenta brustolada no disco, acompanhada de queijo e salame.

Para quem aprecia um bom vinho, o caminho pela área da agroindústria leva às vinícolas de Caxias do Sul e da região, com exposição dos produtos, vendas e minicursos de degustações. Os sabores da Itália também estão pela Festa da Uva 2019, com pratos da alta gastronomia, diretamente de Milão, com o restaurante Biffi.

COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia
Festa da Uva deve faturar R$ 220 milhões na Serra - Jornal do Comércio
Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 07 de março de 2019.
Dia do fuzileiro naval.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Turismo

Edição impressa de 08/03/2019. Alterada em 07/03 às 22h42min

Festa da Uva deve faturar R$ 220 milhões na Serra

Orçamento recebido neste ano ficou na casa de R$ 18 milhões

Orçamento recebido neste ano ficou na casa de R$ 18 milhões


/LEANDRO ARAÚJO/DIVULGAÇÃO/JC

Um dos mais tradicionais eventos do Rio Grande do Sul iniciou no dia 22 de fevereiro e segue até o domingo, 10 de março, no Parque Mario Bernardino Ramos, em Caxias do Sul. A Festa da Uva 2019 tem a expectativa de movimentar cerca de R$ 220 milhões na Serra Gaúcha. "Isso inclui todos os negócios realizados e prospectados na festa, movimento da rede hoteleira, restaurantes e comércio local e regional e ainda a geração de empregos temporários", destaca o diretor Executivo da Comissão Comunitária da Festa da Uva, Luciano Pereira.

No Parque, os Pavilhões Nostra Itàlia, Nostro Negòssio e Nostra Gente, a força da economia caxiense e regional está em evidência nos 240 espaços, que totalizam 10 mil metros quadrados de exposições. Destaque no Pavilhão Nostra Itália para os estandes das empresas patrocinadoras, Randon e Marcopolo, que reverenciam a história de 70 anos das empresas, comemorados em 2019; e do Banrisul, com um caixa eletrônico para operações bancárias.

Com um orçamento estimado em R$ 18 milhões e envolvimento de 1,2 mil pessoas, entre profissionais contratados e voluntários, a Festa da Uva 2019 tem como principais diferenciais os investimentos realizados na ambientação e cenografia dos espaços, no planejamento da área de exposições, com corredores mais largos, facilitando o fluxo e proporcionando mais conforto, e na concepção dos pavilhões, que estão mais focados na festa. "A proposta é oferecer aos nossos visitantes experiências diferenciadas em termos de música, dança e gastronomia", frisa Pereira.

Quem chega ao Parque Mário Bernardino Ramos é recepcionado pelo aroma da uva, ao receber a fruta para degustação. No Pavilhão Nostra Itàlia, 279 expositores apresentam os seus melhores cachos. Entre os corredores do Nostro Negòssio é possível visitar as fornerias, onde o preparo de pães e cucas de uva chama a atenção. A Alameda das Réplicas é parada obrigatória, com um passeio pela Caxias do Sul de 1885, e a possiblidade de degustar um piquenique nos jardins.

No Pavilhão Nostra Gente, a viagem sensorial é completa. A Vila dos Distritos, que reúne 10 casas que comercializam produtos locais, é composta ainda por um moinho e o antigo chafariz, que jorra água e recebe moedas com pedidos dos visitantes. No espaço é possível acompanhar as nonas fazendo um prato que é sucesso nessa edição do evento: a polenta brustolada no disco, acompanhada de queijo e salame.

Para quem aprecia um bom vinho, o caminho pela área da agroindústria leva às vinícolas de Caxias do Sul e da região, com exposição dos produtos, vendas e minicursos de degustações. Os sabores da Itália também estão pela Festa da Uva 2019, com pratos da alta gastronomia, diretamente de Milão, com o restaurante Biffi.

COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia