Porto Alegre, domingo, 02 de agosto de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
domingo, 02 de agosto de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Mercado financeiro

- Publicada em 06h06min, 08/01/2019. Atualizada em 10h02min, 08/01/2019.

Faturamento da capitalização atinge R$ 3,7 bilhões na Região Sul

Entre os meses de janeiro e novembro de 2018, a Região Sul registrou crescimento de 4,21% na receita de títulos de capitalização, totalizando R$ 3,7 bilhões. De acordo com os dados da Federação Nacional de Capitalização (FenaCap), os estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná distribuíram R$ 308,7 milhões de prêmios em sorteios a clientes da região.
Entre os meses de janeiro e novembro de 2018, a Região Sul registrou crescimento de 4,21% na receita de títulos de capitalização, totalizando R$ 3,7 bilhões. De acordo com os dados da Federação Nacional de Capitalização (FenaCap), os estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná distribuíram R$ 308,7 milhões de prêmios em sorteios a clientes da região.
Quanto aos resgates finais e antecipados, houve, no período, recuo de 2,44%, seguindo tendência nacional (3,6% de queda), o que revela um consumidor mais cauteloso diante das incertezas ainda presentes na economia.
Em números globais, entre janeiro e novembro, as empresas de capitalização registraram uma receita de R$ 19,2 bilhões, montante 3,1% superior ao alcançado no mesmo período de 2017. Foram pagos R$ 985,7 milhões em sorteios a clientes de todo o País, o que equivale à entrega de R$ 4,2 milhões em prêmios por dia útil. O setor injetou na economia R$ 15,7 bilhões em resgates finais e antecipados realizados por clientes. Esse montante foi 3,6% menor, se comparado aos primeiros 10 meses do ano de 2017.
Comentários CORRIGIR TEXTO