Porto Alegre, domingo, 02 de agosto de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
domingo, 02 de agosto de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

consumo

- Publicada em 05h34min, 03/01/2019.

Varejo pode deixar de faturar R$ 7,6 bilhões devido aos feriados

Por conta dos feriados nacionais, o varejo brasileiro pode deixar de faturar R$ 7,6 bilhões em 2019. A estimativa é da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomércioSP). O montante, no entanto, representa apenas 0,4% de tudo o que o varejo fatura em um ano ou representa um dia e meio do comércio completamente fechado.
Por conta dos feriados nacionais, o varejo brasileiro pode deixar de faturar R$ 7,6 bilhões em 2019. A estimativa é da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomércioSP). O montante, no entanto, representa apenas 0,4% de tudo o que o varejo fatura em um ano ou representa um dia e meio do comércio completamente fechado.
Segundo a entidade, esse valor é 32% inferior ao estimado em 2018 - R$ 11,2 bilhões -, porque este ano haverá menos feriados e fins de semana prolongados.
No ano passado, foram 15 dias entre feriados e fins de semana prolongados. Neste ano, serão 10 dias. Foram desconsiderados os feriados municipais e estaduais.
O setor que deve ser mais prejudicado com os feriados é o de outras atividades (combustíveis, joias e relógios, e artigos de papelaria, entre outros), que pode perder R$ 3,6 bilhões em 2019, segundo a FecomércioSP.
Já a atividade de supermercados pode perder R$ 1,93 bilhão; a de farmácias e perfumarias, R$ 1,1 bilhão; a de vestuário, tecidos e calçados, R$ 801 milhões; e a de móveis e decoração, R$ 620 milhões.

País terá menos folgas prolongadas neste ano

O brasileiro vai encontrar, em 2019, um calendário com menos feriados prolongados. Das 13 datas comemorativas nacionais (incluindo pontos facultativos), há apenas cinco feriadões.
No ano passado, a situação foi bem diferente. Foram registradas 10 possibilidades de emendas, já que a maior parte das datas caiu no final ou no começo das semanas.
Os cinco feriados nacionais que poderão ser emendados em 2019 são o Carnaval, o Corpus Christi (que é ponto facultativo), a Semana Santa, a Proclamação da República e o Dia do Servidor Público (também um ponto facultativo).
No calendário oficial do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, do governo federal, não entram as comemorações municipais - como aniversários da cidade ou de padroeiros - ou estaduais facultativas. A homenagem à padroeira de Porto Alegre, Nossa Senhora dos Navegantes, no dia 2 de fevereiro, cairá em um sábado. Já o 20 de setembro, data da Revolução Farroupilha, será em uma sexta-feira em 2019.
Comentários CORRIGIR TEXTO