Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 02 de janeiro de 2019.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

mercado financeiro

Alterada em 02/01 às 09h58min

Dólar abre estável no primeiro dia útil do governo Bolsonaro

Estadão Conteúdo
No primeiro pregão realizado no governo de Jair Bolsonaro (PSL), o dólar está sendo negociado com estabilidade no mercado brasileiro. Nesta quarta-feira (2), a moeda americana era negociada a a R$ 3,8768 às 9h26min da manhã (horário de Brasília) em alta de 0,03% na comparação com a cotação do último dia 28 de dezembro, quando fechou o pregão R$ 3,8748. A cotação está sendo influenciada por um dia negativo para os mercados emergentes.
No exterior, pesa contra as ativos emergentes e de renda variável o resultado pior que o previsto do PMI industrial de dezembro na China (49,7 ante a previsão de 50,2).
Além da influência do dólar forte ante emergentes e da depreciação de índices acionários internacionais, o pregão começa com liquidez moderada e expectativa do investidor por medidas econômicas do governo Bolsonaro, que reforçou ontem a incerteza sobre o futuro da reforma da Previdência a partir das falas do ministro chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, e do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP). O filho do presidente relatou a estratégia de deixar os detalhes da futura proposta "em segredo".
As moedas com correlação indireta ao petróleo também são impactadas pela desvalorização da commodity nos mercados futuros de Nova Iorque e de Londres.
O dólar futuro (contrato para fevereiro) recuava 0,13% aos R$ 3,8885. O barril do Brent para março recuava 1,00% na ICE. O barril do WTI para fevereiro perdia 0,97% na Nymex. O dólar subia 0,66% ante o rublo russo e 1,71% perante a lira turca.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia