Porto Alegre, sexta-feira, 13 de março de 2020.

Jornal do Comércio

Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

Conjuntura

Notícia da edição impressa de 21/12/2018. Alterada em 21/12 às 01h00min

Cepal reduz previsão de crescimento da América Latina e do Caribe

A Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (Cepal) reduziu a estima de crescimento econômico da região de 1,8% para 1,7% em 2019.

A Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (Cepal) reduziu a estima de crescimento econômico da região de 1,8% para 1,7% em 2019.

Segundo relatório divulgado nesta quinta-feira, a projeção para o crescimento da região neste ano também caiu, passando de 1,3% para 1,2%. O último relatório da Cepal havia sido divulgado em outubro.

Quanto aos países integrantes da região, a Cepal aponta que o Brasil e o México - as maiores economias da América Latina - cresceriam 2% e 2,1%, respectivamente.