Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 18 de dezembro de 2018.
Dia Internacional do Migrante.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Contas Públicas

Edição impressa de 18/12/2018. Alterada em 18/12 às 01h00min

Tesouro quitou R$ 4,19 bilhões de estados e municípios

De janeiro a novembro, o Tesouro Nacional pagou R$ 4,19 bilhões em dívidas atrasadas de estados e municípios. Do total, R$ 3,42 bilhões referem-se a débitos não quitados pelo estado do Rio de Janeiro, R$ 768,2 milhões dizem respeito a mais quatro estados (Minas Gerais, Goiás, Roraima e Piauí), e R$ 13,1 milhões deixaram de ser honrados pela prefeitura de Natal.
Apenas em novembro, a União quitou R$ 627,1 milhões de pagamentos em atraso pelos entes subnacionais. Desse total, R$ 618,1 milhões cabem ao estado do Rio; R$ 8,97 milhões, ao estado de Roraima; e R$ 2,19 milhões, à prefeitura da capital do Rio Grande do Norte.
As garantias honradas pelo Tesouro são descontadas dos repasses da União aos estados e aos municípios. Ao longo do ano passado, decisões do Supremo Tribunal Federal (STF) impediram a execução de algumas contragarantias do estado do Rio de Janeiro, que tem atrasado salários de servidores e pagamentos a fornecedores.
O Tesouro quitou garantias de R$ 553,1 milhões de Minas Gerais, R$ 126,95 milhões do Piauí, R$ 54,5 milhões de Roraima e R$ 33,6 milhões de Goiás.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia