Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sábado, 08 de dezembro de 2018.
Dia da Família.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

indústria criativa

08/12/2018 - 11h03min. Alterada em 08/12 às 11h08min

CCXP: Diretor fala de 'Fênix Negra'; 'Turma da Mônica' terá 2019 agitado

Rodrigo Santoro viverá o Louco em 'Turma da Mônica'

Rodrigo Santoro viverá o Louco em 'Turma da Mônica'


TWITTER/REPRODUÇÃO/JC
Estadão Conteúdo
No auditório principal da CCXP, em São Paulo, cabem 3,3 mil pessoas - parece pouco se comparado com a expectativa total de público desta quinta edição do evento (260 mil). Mas é ali, no disputado espaço sempre lotado, que são feitos os principais anúncios de novidades das diversas produções que compõem a programação - e onde as estrelas internacionais são recebidas com gritos e uma energia comumente associada aos astros da música.
Foi o que aconteceu com as atrizes Sophie Turner, Jessica Chastain e o diretor Simon Kinberg, que vieram apresentar alguns detalhes do novo X-Men: Fênix Negra - o filme tem estreia marcada para o dia 7 de junho de 2019. Na CCXP, durante o painel da Fox, foram exibidos cerca de 15 minutos do filme.
Segundo o diretor, as cenas estão no início da produção. Elas mostram a equipe de X-Men, liderada pelo Professor Xavier (James McAvoy), em resgate de uma nave espacial da Nasa que se perdeu no espaço. Jean Grey (Sophie Turner) tem papel fundamental no resgate - curiosamente, um take curto é de uma favela do Rio.
"Esse é um X-Men mais próximo a Logan, é mais emocional, os atores fazem cenas dramáticas", explicou o diretor, ressaltando que Fênix Negra tem esse elemento espacial. "Logan combinado com um filme de espaço você acabaria aqui", disse.
"O filme é sobre abandono, existe essa confusão com ela tentando encontrar lugar no mundo que não a aceita", disse Turner sobre sua personagem. Chastain ecoou uma fala de Jennifer Lawrence na cena exibida: "Aqui, as mulheres sempre estão salvando os homens. Talvez você devesse mudar o nome para X-Women", diz a personagem Mística para Xavier.
Mais cedo, no mesmo palco, a Mauricio de Sousa Produções revelou, entre outras coisas, o papel de Rodrigo Santoro no filme Turma da Mônica: Laços, o primeiro live-action com a turma do Limoeiro, dirigido por Daniel Rezende: ele será o Louco, personagem criado em 1973, amigo do Cebolinha, conhecido por fazer coisas absurdas. O trailer exibido na CCXP será divulgada na próxima semana. O filme estreia em 27 de julho de 2019.
A esperada parceria com a DC também foi confirmada: uma série de gibis da Turma da Mônica com a Liga da Justiça será lançada ano que vem, com capas alternativas com o traço da DC. Foram anunciadas também as próximas quatro Graphic MSP, as graphic novels da Turma: Mônica 2, de Bianca Pinheiro (março), Piteco, de Eduardo Ferigato (julho), Tina, de Fefê Torquato (setembro) e Capitão Feio 2, de Magno Costa e Marcelo Costa (dezembro).
Também na parte audiovisual, a MSP anunciou novas produções. Astronauta - Propulsão é a primeira série animada produzida pela HBO no Brasil (a série é inspirada na Graphic MSP de mesmo nome, de Danilo Beyruth), terá seis episódios, com supervisão de Mauricio de Sousa e roteiro de Roger Keesse. A data de estreia não foi divulgada. No canal do Youtube, novos episódios das séries Mônica Toy e Biduzidos serão produzidos - na primeira, ainda aparecem frutos da parceria com o espólio de Osamu Tezuka, celebrada no meio deste ano. "Não gosto de usar essa palavra, mas suavemente, do nosso jeitinho, estamos invadindo o Japão", disse Mauricio de Sousa.
A empresa anunciou incursões no universo digital: 5 aplicativos e jogos estão sendo desenvolvidos para 2019, e um deles é a Banca da Mônica, uma gibiteca digital. Com assinaturas a partir de R$3,50, os fãs podem ter a revistinhas desde os anos 1970, aos novos gibis mensais e também compras avulsas.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia