Porto Alegre, sexta-feira, 13 de março de 2020.

Jornal do Comércio

Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

conjuntura

29/11/2018 - 17h23min. Alterada em 29/11 às 17h23min

Otimismo de empresários gaúchos atinge maior nível desde maio

A Índice de Confiança do Empresário do Comércio (ICEC), divulgado pela Fecomércio-RS nesta quinta-feira (29), alcançou 108,4 pontos em novembro, maior resultado desde o mês de maio, variando 3,3% na comparação com o mesmo período do ano passado. 
A Índice de Confiança do Empresário do Comércio (ICEC), divulgado pela Fecomércio-RS nesta quinta-feira (29), alcançou 108,4 pontos em novembro, maior resultado desde o mês de maio, variando 3,3% na comparação com o mesmo período do ano passado. 
Ainda assim, conforme o presidente da entidade, Luiz Carlos Bohn, o resultado não surpreende. "O último trimestre do ano é marcado por um maior consumo, o que impacta na confiança dos empresários. Vamos ver como as ações do novo governo irão impactar na confiança daqui pra frente", afirma o dirigente.
O indicador que mede as Condições Atuais do Empresário do Comércio (ICAEC), e que avalia suas percepções com relação ao momento da economia e do setor, atingiu 76,3 pontos, com um leve recuo em relação ao mês de novembro de 2017, mas aumentando em mais de 3% se comparado ao mês anterior.
"Esse índice se mantém em crescimento desde setembro, o que é uma boa notícia. Houve uma queda expressiva após a greve dos caminhoneiros, e ainda não retomamos o patamar pré-greve. É fundamental que a percepção do momento atual siga melhorando para que, assim, vários planos saiam da gavetas e movimentem a economia", explica Bohn.
O indicador de expectativas quanto ao futuro (IEEC) segue em alta também desde setembro e chegou a 145,3 pontos. Em relação ao mesmo período do ano passado a variação foi pequena, de 0,8%. O índice que avalia os investimentos do empresário do comércio (IIEC) segue em alta pelo quarto mês consecutivo e retorna ao patamar otimista. Em novembro, o IIEC marcou 103,5 pontos - desde janeiro de 2015 o índice não alcançava valor tão alto - com uma variação de 11,5% na comparação com novembro de 2017.