Porto Alegre, sábado, 14 de março de 2020.
Dia Nacional da Poesia. Dia do Vendedor de Livros.

Jornal do Comércio

Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

Mercado Financeiro

20/11/2018 - 17h38min. Alterada em 20/11 às 17h38min

Dólar à vista fecha em queda de 0,12%, a R$ 3,7591, com poucos negócios

O dólar terminou a terça-feira (20) dia de feriado no principal mercado financeiro do País, São Paulo, em queda de 0,12%, a R$ 3,7591. A liquidez foi muito baixa e, sem referência do dólar no mercado futuro, por conta da B3, que permaneceu fechada, houve "pouquíssimos negócios", segundo o especialista da Correparti, Ricardo Gomes da Silva Filho. O giro no mercado à vista foi de US$ 584 milhões, ante média acima de US$ 1,3 bilhão dos pregões anteriores.
O dólar terminou a terça-feira (20) dia de feriado no principal mercado financeiro do País, São Paulo, em queda de 0,12%, a R$ 3,7591. A liquidez foi muito baixa e, sem referência do dólar no mercado futuro, por conta da B3, que permaneceu fechada, houve "pouquíssimos negócios", segundo o especialista da Correparti, Ricardo Gomes da Silva Filho. O giro no mercado à vista foi de US$ 584 milhões, ante média acima de US$ 1,3 bilhão dos pregões anteriores.
No exterior, o dólar subiu perante a maioria das divisas de emergentes e países exportadores de commodities, em dia de aumento da aversão ao risco no mercado financeiro mundial por conta de preocupações renovadas sobre os rumos da economia mundial. A moeda americana também ganhou força ante divisas de países desenvolvidos e o índice DXY, que mede o dólar contra uma cesta de outras seis divisas fortes, subia 0,69%.
Esse movimento de força do dólar no exterior pode ser refletido nas cotações do câmbio nesta quarta-feira (21), quando os investidores voltam do feriado, destacam operadores.