Porto Alegre, sábado, 14 de março de 2020.
Dia Nacional da Poesia. Dia do Vendedor de Livros.

Jornal do Comércio

Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

Energia

23/10/2018 - 17h59min. Alterada em 23/10 às 17h59min

Colnago: com nova data de leilão, Eletrobras e Petrobras poderão fechar acordo

Após um novo adiamento do leilão da Amazonas Energia, o ministro do Planejamento, Esteves Colnago, disse nesta terça-feira (23) que o novo prazo servirá para que a Eletrobras e a Petrobras cheguem a um acordo sobre a dívida da distribuidora referente ao uso de gás natural. "O Projeto de Lei (PL) que não foi aprovado no Congresso permitia à Petrobras ser ressarcida pelo preço que achava justo e não pelo preço considerado pela ANP. Sem o PL, não há mais essa garantia. O novo prazo para o leilão servirá para que as partes cheguem a um acordo", explicou o ministro.
Após um novo adiamento do leilão da Amazonas Energia, o ministro do Planejamento, Esteves Colnago, disse nesta terça-feira (23) que o novo prazo servirá para que a Eletrobras e a Petrobras cheguem a um acordo sobre a dívida da distribuidora referente ao uso de gás natural. "O Projeto de Lei (PL) que não foi aprovado no Congresso permitia à Petrobras ser ressarcida pelo preço que achava justo e não pelo preço considerado pela ANP. Sem o PL, não há mais essa garantia. O novo prazo para o leilão servirá para que as partes cheguem a um acordo", explicou o ministro.
Segundo ele, um acordo é importante para aumentar o valor da Amazonas Energia, fazendo assim com que haja interessados no leilão. "A preocupação do governo é manter o serviço, isso é uma prioridade", completou.
O BNDES informou nesta quarta o adiamento do leilão da distribuidora, que seria realizado na próxima quinta-feira, 25, para o dia 27 de novembro.