Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 11 de outubro de 2018.
Dia Internacional do Combate à Obesidade.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Mercado Financeiro

11/10/2018 - 19h49min. Alterada em 11/10 às 19h52min

Dólar tem sessão de queda generalizada com aversão a risco em Nova Iorque e Brexit

Estadão Conteúdo
O dólar teve nesta quinta-feira (11), uma sessão de quedas praticamente generalizadas, seja em relação a rivais ou a emergentes, na esteira de mais um dia de aversão a risco acentuada nos negócios nova-iorquinos e da aproximação de um acordo entre Reino Unido e União Europeia para o Brexit. Além disso, a saída de ativos vistos como arriscados de quarta-feira havia conferido perdas às moedas de países em desenvolvimento, de forma que nesta quinta se abriram oportunidades para ajustes.
Perto do horário de fechamento em Nova Iorque, o dólar caía a 112,03 ienes, a 66,293 rublos russos, a 14,6484 rands sul-africanos e a 36,6047 pesos argentinos. Já o euro subia a US$ 1,1594 e a libra tinha alta a US$ 1,3231. A exceção foi o o Brasil, onde o real subiu.
A tela de cotações sugere que houve uma migração do mercado de ações para, entre outros papéis, o iene, visto como mais seguro.
Segundo fontes ouvidas pelo jornal britânico Financial Times, a primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, afirmou nesta tarde ao seu gabinete que um acordo com a União Europeia para o Brexit está próximo. Uma autoridade que acompanha as negociações disse ao periódico que "o primeiro-ministro nunca reúne o gabinete para dizer o que está acontecendo. Esse não é o estilo dela. Parece-me que o acordo está praticamente pronto".
O noticiário deu força à libra, que, assim como o euro, avançou sobre o a moeda americana. Em um movimento de ajuste após os ganhos de quarta ante emergentes, o dólar caiu também contra esse grupo de divisas.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia