Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 11 de outubro de 2018.
Dia Internacional do Combate à Obesidade.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

comércio exterior

Edição impressa de 11/10/2018. Alterada em 11/10 às 01h00min

Brasil perde US$ 1 bi por ano com barreiras comerciais no exterior, mostra estudo

A aplicação de medidas de defesa comercial contra o Brasil tem feito o País perder US$ 1 bilhão por ano em exportações. Levantamento divulgado nesta quarta-feira pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) levou em conta 13 ferramentas aplicadas desde 2015.
Quando uma medida é aplicada contra um produto brasileiro, as exportações do bem caem, em média, 86% nos 12 meses seguintes. As principais medidas de defesa comercial aplicadas contra o País são a imposição de tarifas antidumping, de antissubsídios (ou medidas compensatórias) e de salvaguardas.
Os setores mais afetados são os de metais, com oito medidas; de papel, com três medidas, e açúcar, com duas medidas. A aplicação dos instrumentos de defesa comercial contra o Brasil tem se acelerado. O número de novas medidas passou de duas em 2015 para seis em 2016 e nove em 2017.
Os Estados Unidos são o país que mais aplicaram medidas protecionistas contra o Brasil no período, com três instrumentos comerciais sobre as exportações de metais, um sobre papel e um sobre borracha. A CNI sugere que o governo fortaleça o sistema de defesa comercial e acompanhe os produtos em que o Brasil é competitivo para antecipar-se à aplicação de algum instrumento contra o País.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia