Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 01 de outubro de 2018.
Dia Nacional do Idoso e Dia do Vendedor.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Turismo

Edição impressa de 01/10/2018. Alterada em 01/10 às 01h00min

Viajar para cuidar do corpo e da mente vira vertente no turismo de luxo

Há algumas opções para quem gosta de combinar saúde e viagem, como o SPA do Vinho, no Vale dos Vinhedos

Há algumas opções para quem gosta de combinar saúde e viagem, como o SPA do Vinho, no Vale dos Vinhedos


MELL HELADE/DIVULGAÇÃO/JC
Adriana Lampert

Em tempos de vida corrida e estresse diário, viajar para cuidar da saúde, "alinhando corpo e mente", tornou-se uma das principais vertentes do turismo de luxo. Atentos a essa demanda, surgem espaços que possibilitam que turistas unam a experiência de realizar tratamentos preventivos e regenerativos, ou de estética e rejuvenescimento, descansando em destinos contemplativos.

Em nível nacional, a serra gaúcha atrai, há mais de uma década, uma quantidade significativa de pessoas que procuram um período de descanso, conjugado à reeducação alimentar, aos tratamentos e terapias corporais, ou apenas a uma programação especial de relaxamento no Brasil.

Desde 2015, o País integra o ranking dos 20 destinos de maior desenvolvimento no turismo de saúde e bem-estar, consagrando-se como o primeiro da América Latina no mercado de turismo termal, uma das vertentes do setor, que tem como referência nacional os tratamentos oferecidos em Foz do Iguaçu, no Paraná.

Segundo estudos divulgados pela organização da Feira Internacional de Turismo Termal (Termatalia 2018), ocorrida no início de setembro na cidade paranaense, hoje, 6,5% do total de viagens no mundo são escolhidas com base no turismo de saúde e bem-estar.

No restante do mundo, exemplos não faltam: mesmo em meio à crise econômica global, a Nescens Clinique Genolier, uma clínica médica que criou um programa para pessoas que estão interessadas em preservar sua juventude, tem atraído cada vez mais visitantes do mundo todo à cidade de Genebra, na Suíça. Em paralelo a tratamentos modernos oferecidos no espaço, os hóspedes desfrutam de um ambiente sofisticado, diante de uma vista deslumbrante para o Lago de Genebra e podendo usufruir de hospedagem em residências que oferecem serviços de hotel cinco estrelas, com gastronomia requintada e outros serviços destinados a quem se hospeda por curto, médio ou longo prazo.

Segundo o diretor da empresa, Julien Donzel, os hóspedes mais frequentes são oriundos da Ásia, onde a cultura do viajar para cuidar da saúde já é bem difundida. "No Brasil, é um hábito que está começando", avalia Donzel. A clínica recebe, também, muitos pacientes europeus, uma vez que sua localização geográfica é um facilitador. Para o ministro do Turismo, Vinicius Lummertz, ainda há necessidade de se incentivar a atratividade do segmento no Brasil. "Precisamos fomentar e criar canais de financiamento, bem como buscar tecnologias para impulsionar o desenvolvimento do turismo termal de saúde e bem-estar em nossos países." Geralmente localizados longe dos centros urbanos e próximos à natureza, os spas do Rio Grande do Sul oferecem reeducação alimentar e treinamento físico para redução de peso, e, ainda, serviços de saúde diversos, como massagens relaxantes, saunas, banhos de imersão, tratamentos de beleza e exercícios
antiestresse. Saborear um delicioso cacho de uvas, acomodado em uma espreguiçadeira, rodeado por parreiras e com vista para o coração do Vale dos Vinhedos, em Bento Gonçalves, é um dos atrativos do Hotel e Spa do Vinho Caudelie, que está entre os mais procurados da região.

Segundo estudos da Global Wellness Institute, a indústria de saúde e bem-estar é, hoje, um mercado de US$ 3,7 trilhões. Somente o segmento de turismo de saúde e bem-estar apresentou crescimento de 14% no mesmo período.

Estadia de saúde com serviços de hotel

Na Nescens Clinique Genolier, encravado nos Alpes, são oferecidos medicinas preventiva e regenerativa, mapeamento genético e programas de nutrição, estética e rejuvenescimento que seguem o conceito inovador criado pelo professor Jacques Proust, pioneiro em medicina antienvelhecimento. O local possui mais de 5 mil metros quadrados destinados aos consultórios, salas de exames e laboratórios, além de centro de fisioterapia, esportes, dentista e um espaço especial dedicado à medicina estética, onde são realizados tratamentos com células-tronco.
Um dos diferenciais da Nescens, destaca o diretor da empresa, Julien Donzel, é o Men's Health Program, voltado para homens que já passaram dos 40 anos. "Após consulta e avaliação biológica, médicos de diversas especialidades, como andrologistas e urologistas, analisam as principais necessidades do paciente, que pode passar por diferentes tratamentos."
Alguns desses tratamentos previnem e cuidam de deficiências hormonais; outros, de problemas prostáticos; outros, ainda, de distúrbios sexuais, bem como defeitos na mineralização óssea e perda de massa muscular.
De acordo com o gestor, o foco principal de quem visita o destino é passar por um check-up completo - realizado por uma equipe médica de excelência composta por mais de 150 especialistas com uso de equipamentos e tecnologia de ponta - e receber tratamentos direcionados para melhorar a saúde. "Não existe uma estadia mínima, varia de acordo com o programa médico contratado", comenta Donzel. 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia