Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 03 de setembro de 2018.
Feriado nos EUA - Dia do Trabalho.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Vitivinicultura

Edição impressa de 03/09/2018. Alterada em 03/09 às 01h00min

Evento em Bento Gonçalves promove potencial para o mercado vinícola

Piz diz que foco é o Sul do
País e a América Latina

Piz diz que foco é o Sul do País e a América Latina


/MARIANA CARLESSO/JC
O segmento de mercado do vinho terá uma grande oportunidade para fazer bons negócios, tanto dentro do Brasil como com compradores de fora do País, a partir da realização da primeira edição da Wine South America - Feira Internacional do Vinho, que ocorrerá de 26 a 29 de setembro no Parque de Eventos (Alameda Fenavinho), em Bento Gonçalves, na serra gaúcha. Apesar de não ter um quantitativo para o volume de negócios que será gerado com o evento, estão programadas rodadas em todos os dias da feira, entre produtores vinho e compradores de vários setores da economia, como, por exemplo, hotéis, supermercados, lojas, entre outros.
De acordo com Alberto Piz, diretor da Milanez & Milaneze, empresa promotora da feira e subsidiária da italiana Veronafiere, a Wine South America foi planejada durante um período de mais de um ano e procurou, principalmente, promover negócios com o Sul do Brasil e países da América Latina. Ele explica que estarão presentes mais de 250 marcas de vinhos e igual número de expositores de diversas regiões, além de máquinas para o setor e também importantes representantes da área para abordar sobre questões técnicas e de mercado.
Piz destaca, também, a participação do Sebrae e a realização de rodada de negócios englobando os pequenos produtores de vinho e as suas peculiaridades em relação à diferenciação de suas mercadorias para potenciais acordos comerciais. Segundo ele, a feira, em sua primeira edição, tem um aspecto importante para fixar a realização e a continuidade para novos negócios. Cerca de 120 compradores e importadores irão participar do Projeto Comprador. A feira contará com a apresentação de produtos internacionais de países como Itália, Eslovênia, Áustria, Suíça, Argentina, Chile e Uruguai, além de produtores de café, cachaças e azeites.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia