Porto Alegre, sábado, 14 de março de 2020.
Dia Nacional da Poesia. Dia do Vendedor de Livros.

Jornal do Comércio

Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

Construção civil

16/08/2018 - 12h40min. Alterada em 16/08 às 13h21min

Grupo anuncia complexo com hipermercado Zaffari em Porto Alegre

Dirigentes detalharam empreendimento em audiência com o prefeito Nelson Marchezan nesta quinta

Dirigentes detalharam empreendimento em audiência com o prefeito Nelson Marchezan nesta quinta


PMPA/DIVULGAÇÃO/JC
Guilherme Daroit
Um novo empreendimento imobiliário foi confirmado para Porto Alegre nesta quinta-feira (16). O complexo Belvedere, que será erguido na zona leste da Capital, terá torre comercial, shopping center e um hipermercado da bandeira Zaffari. O investimento total é projetado em R$ 850 milhões. O projeto será implantado em um terreno entre a avenida Senador Tarso Dutra e a rua Cristiano Fischer, no bairro Jardim Botânico.
Um novo empreendimento imobiliário foi confirmado para Porto Alegre nesta quinta-feira (16). O complexo Belvedere, que será erguido na zona leste da Capital, terá torre comercial, shopping center e um hipermercado da bandeira Zaffari. O investimento total é projetado em R$ 850 milhões. O projeto será implantado em um terreno entre a avenida Senador Tarso Dutra e a rua Cristiano Fischer, no bairro Jardim Botânico.
Os dirigentes do grupo detalharam o empreendimento em audiência com o prefeito Nelson Marchezan Júnior, no Paço Municipal, na manhã desta quinta. O complexo totalizará 212,3 mil metros quadrados de área construída. Devem ser gerados 3,8 mil empregos diretos na construção. 
A torre terá 32 mil metros quadrados, 431 vagas de estacionamento, uma praça aberta ao público e uma mega loja, e deve ficar pronta em 2021, com aporte de R$ 200 milhões. O shopping terá 146,5 mil metros quadrados, com oito pavimentos, sendo cinco de empresas de serviços e estacionamento, três com lojas, cinema, área de lazer e alimentação, com investimento de R$ 500 milhões. O projeto mais encaminhado é o do hipermercado, que será construído e gerido pela Cia. Zaffari.
O anúncio é o último movimento em um projeto iniciado ainda em 1995, a princípio com a ideia de apenas um shopping center. Um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) foi assinado pelos empreendedores em 2006, por conta da existência de reservas de águas subterrâneas que exigiram adequações no projeto. O contrato com o Zaffari, por exemplo, foi assinado ainda em 2000. As torres e o shopping ainda dependem de acerto com parceiros que construam e administrem os espaços, que estão em tratativas avançadas, segundo o diretor da Belvedere Empreendimentos Imobiliários, André Meyer da Silva.
A demora fez com que o próprio projeto do shopping, inicialmente voltado 100% ao varejo, também tivesse de ser mudado. "Espaço para mais um shopping tradicional não há, então foi preciso construir um mix diferenciado que atenda o mercado atual", argumenta Silva. A proposta do centro comercial será de uma oferta maior de serviços, lazer e espaços de saúde, aliados ao comércio tradicional. 
A empresa garante que as obras iniciais, como a limpeza do terreno para os três empreendimentos, começam assim que a Licença de Instalação for emitida. Segundo a Prefeitura, a previsão é de que a liberação saia em até 30 dias.