Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 09 de agosto de 2018.
Dia Internacional dos Povos Indígenas.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Negócios Corporativos

Alterada em 09/08 às 22h16min

Caso Bradespar-Opportunity pode ter desfecho na próxima terça

A disputa entre a Bradespar, juntamente com os fundos de pensão sócios da Vale, e o Opportunity pode ter um desfecho na próxima terça-feira, dia 14. Esse é o prazo para a definição sobre como será feito o pagamento da indenização de R$ 4 bilhões ao Opportunity. Nenhuma das partes quis comentar o caso. No mercado, porém, há rumores de uma negociação entre as partes e até de que a Bradespar estaria negociando um seguro de garantia judicial, como forma de evitar a necessidade de desembolso ou de apresentação do único ativo que dispõe em carteira como caução: as ações da própria Vale.
O banco ganhou uma ação de arbitragem por perdas e danos por não ter conseguido exercer uma opção de compra de ações da Valepar. A opção teria sido negociada na época do descruzamento de participações da Vale e da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), há mais de 15 anos.
Após vencer a arbitragem, o Opportunity conseguiu que a justiça do Rio de Janeiro homologasse uma avaliação que fixou o valor da causa. Essa avaliação ainda é objeto de recurso pela Bradespar e pelos fundos, que consideram que o valor da causa seria de cerca de R$ 1 bilhão. Mesmo assim, a justiça determinou a execução da sentença.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia