Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 03 de agosto de 2018.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

negócios corporativos

Alterada em 03/08 às 11h18min

Dona da Ricardo Eletro será vendida por R$ 500 milhões para fundo americano

Folhapress
A Máquina de Vendas, uma das maiores varejistas de eletrodomésticos do país, será vendida nos próximos dias para o fundo americano Apollo por aproximadamente R$ 500 milhões. Conhecida como a união das bandeiras Ricardo Eletro e Insinuante, a empresa vem sofrendo dificuldades para se reerguer de uma crise que foi aprofundada pela recessão econômica nos últimos anos.
Com dívidas que superam R$ 1,28 bilhão, a empresa passa por uma reestruturação da dívida que começou em 2016, liderada pelo acionista Ricardo Nunes, fundador da Ricardo Eletro. Como minoritário, o empresário deverá permanecer na Máquina de Vendas após a venda do controle para o Apollo mas não necessariamente na presidência.
Apesar de ter conseguido reestruturar e melhorar o perfil da dívida, o montante ainda era considerado pesado pela cúpula da empresa, no momento em que a economia não deu sinais firmes de retomada.
Nos próximos dias, a companhia deve anunciar uma recuperação extrajudicial para fechar acordo com credores em breve. Parte da dívida será negociada diretamente com bancos, além do montante devido aos fornecedores.
Procurado, o empresário Ricardo Nunes não quis se manifestar.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia