Porto Alegre, sábado, 14 de março de 2020.
Dia Nacional da Poesia. Dia do Vendedor de Livros.

Jornal do Comércio

Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

contas públicas

12/07/2018 - 01h14min. Alterada em 12/07 às 01h00min

Governo e deputados fazem mobilização pela Lei Kandir

O presidente da Comissão da Lei Kandir, deputado estadual Frederico Antunes (PP), acompanhado dos colegas Edegar Preto (PT), Tiago Simon (MDB) e representantes da Confederação Nacional dos Municípios (CNM) e Federação dos Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs), participou nesta quarta-feira, no Palácio Piratini, de audiência com o governador José Ivo Sartori. O objetivo era tratar da mobilização nacional visando o ressarcimento das perdas motivadas pela Lei Kandir ao Rio Grande do Sul.
O presidente da Comissão da Lei Kandir, deputado estadual Frederico Antunes (PP), acompanhado dos colegas Edegar Preto (PT), Tiago Simon (MDB) e representantes da Confederação Nacional dos Municípios (CNM) e Federação dos Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs), participou nesta quarta-feira, no Palácio Piratini, de audiência com o governador José Ivo Sartori. O objetivo era tratar da mobilização nacional visando o ressarcimento das perdas motivadas pela Lei Kandir ao Rio Grande do Sul.
O prejuízo do Estado chega a cerca de R$ 3,9 bilhões relativos à isenção de ICMS em produtos exportados. O ingresso desta receita é fundamental no enfrentamento da grave crise financeira, em especial a do Rio Grande do Sul. Na audiência ficou acertada uma ampla mobilização nacional para incluir o pagamento aos estados na pauta de votações do Congresso Nacional até 31 de agosto do projeto que regulamenta o tema. O prazo foi estabelecido pelo STF. "O movimento encabeçado pela Assembleia gaúcha é fundamental para a pressão junto ao Congresso Nacional visando a votação do PLC que estabelece o repasse de recursos da Lei Kandir para estados e municípios exportadores", disse Sartori.