Porto Alegre, sábado, 14 de março de 2020.
Dia Nacional da Poesia. Dia do Vendedor de Livros.

Jornal do Comércio

Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

aviação

06/07/2018 - 16h38min. Alterada em 06/07 às 16h37min

Contrários a acordo entre Embraer e Boeing, sindicatos pedem veto do governo

Em carta enviada nesta sexta-feira ao presidente Michel Temer, os sindicatos dos metalúrgicos de São José dos Campos, Botucatu e Araraquara pediram que o governo vete a operação de venda de 80% da área de jatos comerciais da Embraer para a Boeing.
Em carta enviada nesta sexta-feira ao presidente Michel Temer, os sindicatos dos metalúrgicos de São José dos Campos, Botucatu e Araraquara pediram que o governo vete a operação de venda de 80% da área de jatos comerciais da Embraer para a Boeing.
Para as entidades, é responsabilidade do governo "agir em benefício da nação e vetar o processo de venda". "O poder público não pode se omitir num momento como este. É obrigação do presidente da República defender os interesses do nosso País, e não do mercado", afirma o diretor do Sindicato, Herbert Claros.
No documento, os sindicalistas solicitam reuniões para discutir a joint venture com Temer e também os presidentes da Embraer, Paulo Cesar de Souza e Silva, da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, e do Senado, Eunício Oliveira.