Porto Alegre, segunda-feira, 04 de abril de 2022.
Aniversário da cidade de São Gabriel.
Porto Alegre,
segunda-feira, 04 de abril de 2022.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Acontece

- Publicada em 01/04/2022 às 21h50min.

Novo fôlego para o Multipalco

Teatro Oficina integra o novo complexo, que deverá receber outros R$ 17 milhões para sua conclusão

Teatro Oficina integra o novo complexo, que deverá receber outros R$ 17 milhões para sua conclusão


/MARCO QUINTANA/ARQUIVO/JC
Adriana Lampert
A expectativa é de que, até o final de 2022, a comunidade de Porto Alegre receba a entrega das obras do complexo cultural Multipalco do Theatro São Pedro. Parte dos recursos necessários foi garantida no final da semana passada, quando ocorreu a assinatura de contrato entre a Fundação Theatro São Pedro (TSP), ligada à Secretaria de Estado da Cultura (Sedac), e a EMIBM Engenharia e Inovação. O termo engloba investimentos de R$ 6,6 milhões, que integram o programa Avançar na Cultura do governo do Estado.
A expectativa é de que, até o final de 2022, a comunidade de Porto Alegre receba a entrega das obras do complexo cultural Multipalco do Theatro São Pedro. Parte dos recursos necessários foi garantida no final da semana passada, quando ocorreu a assinatura de contrato entre a Fundação Theatro São Pedro (TSP), ligada à Secretaria de Estado da Cultura (Sedac), e a EMIBM Engenharia e Inovação. O termo engloba investimentos de R$ 6,6 milhões, que integram o programa Avançar na Cultura do governo do Estado.
Estes recursos dão conta de finalizar a construção do Teatro Oficina, que terá capacidade para 200 espectadores e será destinado à criação de espetáculos e propostas experimentais. Nas etapas seguintes das obras, está prevista a conclusão da Sala da Dança, da Sala do Circo e das Salas Múltiplas e de formações artísticas. As obras no espaço cultural retomam no dia 18 de abril e o prazo de entrega dos trabalhos foi estimado em 180 dias.
Durante o ato, o então governador Eduardo Leite anunciou o encaminhamento de um remanejo orçamentário para viabilizar o aporte de mais R$ 17 milhões, garantindo o término de outras etapas dos trabalhos em torno do complexo cultural. No total, serão investidos R$ 23,6 milhões.
De acordo com a Sedac, o projeto do Teatro Italiano (sala de espetáculos no formato tradicional e com capacidade similar à do Theatro São Pedro) foi revisto e atualizado para que possa sair do papel, e os recursos adicionais serão destinados à aquisição dos equipamentos necessários para o funcionamento dos espaços do complexo. Parte desta verba ainda será destinada à conclusão do Teatro Italiano, que terá capacidade para 650 pessoas e vai sediar espetáculos teatrais, sinfônicos, musicais e de dança, além de abrigar plateia, mezanino e camarotes.
Contando com mais de 17 mil metros quadrados de área construída, e totalizando seis andares destinados às artes de palco, o centro cultural está sendo erguido desde 2003, mas os trabalhos estavam parados há algum tempo.
Leite explicou que o projeto de licitação para a conclusão das obras está pronto, o que permite liberar mais esta verba, e frisou ser essa uma das últimas ordens dele enquanto chefe do Executivo.
Dentre os espaços que já estão prontos e em uso, a Praça Multipalco, no piso superior, abriga a concha acústica e o restaurante Du'Attos. Além disso, também já foram entregues a sede administrativa, salas de reuniões, Sala da Música, Centro de Formação Cultural (conjunto de salas para aulas de música de concerto, música popular e teatro) e três andares de estacionamento.
Juntos, o Theatro São Pedro e o Multipalco formam um dos maiores complexos culturais da América Latina, ocupando um espaço de mais de 25 mil metros quadrados no Centro da Capital.
"O Theatro São Pedro é um templo da cultura no Rio Grande do Sul e esse aporte coroa o maior investimento da história recente do Estado na área da cultura, respeitando este setor que é importante inclusive economicamente", afirmou Leite, cerca de 24 horas antes de deixar o cargo de governador. Também estiveram presentes na celebração do contrato a titular da Sedac, Beatriz Araujo, e o presidente do TSP, Antonio Hohlfeldt.
"As obras que agora terão continuidade com o investimento do Estado materializam um sonho antigo compartilhado com a comunidade cultural gaúcha: a oferta de mais um espaço adequado e convidativo para a aprendizagem e a fruição artística", avaliou Beatriz.
A secretária ressaltou que nos últimos três anos o governo conseguiu "dobrar o investimento de lei de incentivo, e fazer com que o Fundo Estadual da Cultura tenha, em um ano, R$ 30 milhões em editais, considerando que em 2018 foram R$ 250 mil. A titular da Sedac também afirmou que o atual governo "é um dos que mais investiu" em cultura no País.
Conteúdo Publicitário
Comentários CORRIGIR TEXTO