Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Cultura

- Publicada em 21 de Outubro de 2021 às 12:30

Cine Grand Café define equipe e entra na reta final para abertura

Local abrigará três salas de cinema, bistrô, cafeteria e loja de vinhos integrados

Local abrigará três salas de cinema, bistrô, cafeteria e loja de vinhos integrados


Carla Monteiro Rosário/divulgação/jc
Cristine Pires
As obras que irão transformar o antigo Guion Cinemas no Cine Grand Café estão a pleno vapor, e a previsão de abrir as portas para o público em novembro está mantida. A data exata da inauguração depende ainda de providências burocráticas e deverá ser anunciada nos próximos dias. “Falta apenas resolver alguns ajustes na Junta Comercial para poder protocolar o registro junto à Ancine (Agência Nacional de Cinema)”, explica o consultor do Cine Grand Café, Henrique de Freitas Lima.
As obras que irão transformar o antigo Guion Cinemas no Cine Grand Café estão a pleno vapor, e a previsão de abrir as portas para o público em novembro está mantida. A data exata da inauguração depende ainda de providências burocráticas e deverá ser anunciada nos próximos dias. “Falta apenas resolver alguns ajustes na Junta Comercial para poder protocolar o registro junto à Ancine (Agência Nacional de Cinema)”, explica o consultor do Cine Grand Café, Henrique de Freitas Lima.
Além do consultor, uma equipe de nomes conhecidos e experientes vai tocar o empreendimento do médico e empresário Marcelo Tiburi, que terá, além das três salas de cinema revigoradas, bistrô, cafeteria e loja de vinhos integrados.
O time é formado pela arquiteta Carla Monteiro Rosário, responsável pela reforma, o jornalista e curador Roger Lerina à frente da programação, a gestora de relacionamentos e influencer Patti Leivas, o gestor de conteúdos e redes sociais Rafael Berlezi (Exp Transmídia) e a produtora-executiva e gestora Jaqueline Beltrame (Cine Esquema Novo), que vai coordenar as operações.
O bistrô ficará sob os cuidados da Chef Claudia Wagner, que por 13 anos respondeu pelo Café Santo de Casa (cúpula da Casa de Cultura Mário Quintana), fechado durante a pandemia.
A parte interna do bistrô deverá receber 12 mesas com quatro lugares. Já no toldo que irá ocupar a parte externa e estender a operação, o objetivo é duplicar este número, totalizando cerca de 100 lugares entre os dois espaços, estimativa a ser confirmada. A área próxima ao chafariz irá receber pockett shows e também eventos com objetivo de harmonizar gastronomia e cinema. “A ideia é proporcionar experiência inédita de lazer e entretenimento na Cidade Baixa”, diz Freitas Lima.
A programação dos cinemas manterá o tradicional line up de filmes de arte temperado com lançamentos de obras que visam públicos mais amplos sem aspirar concorrer com os blockbusters exibidos nos shopping centers da cidade.

Marca do empreendimento remete à primeira exibição pública de cinema


Cine Grande Café/reprodução/jc
A marca do empreendimento já foi escolhida, e se reporta à primeira exibição pública de cinema realizada pelos irmãos Lumière no Salão Indiano do Grand Café na Paris de 1895, também indica a operação do bistrô e cafeteria ao representar os gomos do toldo que abrigará a parte externa do bistrô, fronteira ao chafariz do Shopping Nova Olaria. O local deve abrigar pockett shows e eventos especiais.
Conteúdo Publicitário
Leia também
Comentários CORRIGIR TEXTO