Porto Alegre, quarta-feira, 21 de julho de 2021.
Porto Alegre,
quarta-feira, 21 de julho de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

MÚSICA

- Publicada em 15h34min, 21/07/2021. Atualizada em 15h59min, 21/07/2021.

Ospa destaca obras de Krommer e Mendelssohn neste sábado

Espetáculo conta com a participação do maestro Lucas Araujo e do clarinetista Samuel Oliveira

Espetáculo conta com a participação do maestro Lucas Araujo e do clarinetista Samuel Oliveira


LEANDRO RODRIGUES/DIVULGAÇÃO/JC
A Orquestra Sinfônica de Porto Alegre apresenta neste sábado (24), às 17h, obras de dois grandes nomes do século XIX: Felix Mendelssohn e Franz Krommer. A apresentação terá transmissão ao vivo pelo canal do YouTube da Ospa e pela plataforma #CulturaEmCasa, com público presencial limitado a 15% da capacidade da Sala de Concertos da Casa da Ospa, no Centro Administrativo Fernando Ferrari (Borges de Medeiros, 1.501).
A Orquestra Sinfônica de Porto Alegre apresenta neste sábado (24), às 17h, obras de dois grandes nomes do século XIX: Felix Mendelssohn e Franz Krommer. A apresentação terá transmissão ao vivo pelo canal do YouTube da Ospa e pela plataforma #CulturaEmCasa, com público presencial limitado a 15% da capacidade da Sala de Concertos da Casa da Ospa, no Centro Administrativo Fernando Ferrari (Borges de Medeiros, 1.501).
Os ingressos para o espetáculo, que podem ser trocados por 1kg de alimento não perecível, começam a ser vendidos virtualmente nesta quinta-feira (22), às 12h, e ficam disponíveis até sexta (23), às 11h59min, na plataforma www.uhuu.com. Os bilhetes físicos podem ser retirados na Casa da Ospa na sexta e no sábado (24), das 12h às 17h.
O maestro Lucas Araujo, de São Paulo, vem a Porto Alegre para conduzir o espetáculo, fazendo sua estreia à frente da Ospa. A apresentação terá início com Concerto para clarinete nº1, op. 36, com participação do clarinetista Samuel Oliveira, goianiense que atualmente ocupa o cargo de primeira clarineta principal na Ospa.
A obra interpretada foi escrita em 1803 pelo compositor tcheco Franz Krommer, um dos mais importantes nomes do Classicismo. No início do século XIX, ele chegou a ser visto como um rival de Beethoven. Embora fosse violinista e organista, deixou um legado de mais de 300 obras, incluindo muitos trabalhos para instrumentos de sopro.
Na sequência a Ospa executa Sinfonia nº 3 em Lá menor, op. 56. Com cerca de 40 minutos, a obra foi estreada em 1842 por um dos mestres do romantismo alemão, Felix Mendelssohn. É também chamada de Escocesa, pois foi inspirada na história de Mary, a famosa rainha dos escoceses.
Comentários CORRIGIR TEXTO
Conteúdo Publicitário