Porto Alegre, quarta-feira, 21 de julho de 2021.
Porto Alegre,
quarta-feira, 21 de julho de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

música

- Publicada em 07h34min, 21/07/2021.

Projeto 'Sambaobá - a raiz feminina do samba' tem lançamento em live

Glau Barros busca identificar a participação feminina no ritmo no RS

Glau Barros busca identificar a participação feminina no ritmo no RS


/LUIS FERREIRAH/DIVULGAÇÃO/JC
Glau Barros é uma artista de muitas facetas. Além de atriz e cantora versátil, ela exibe, agora, seu lado pesquisadora com o projeto Sambaobá - a raiz feminina do samba, que busca identificar e localizar a presença da mulher compositora de samba no Estado.
Glau Barros é uma artista de muitas facetas. Além de atriz e cantora versátil, ela exibe, agora, seu lado pesquisadora com o projeto Sambaobá - a raiz feminina do samba, que busca identificar e localizar a presença da mulher compositora de samba no Estado.
A pesquisa, que será divulgada nesta quarta-feira (21), às 20h, no seu YouTube, tem como propósito ainda contribuir de forma efetiva com o legado cultural das diferentes regiões do Rio Grande do Sul as quais essas mulheres pertencem. Sua investigação está centrada em cinco cidades: Gravataí, Pelotas, Uruguaiana, São Borja e Rio Grande. "O samba, gênero genuinamente brasileiro, é símbolo de luta e resistência da cultura diaspórica negra. Mas infelizmente sua voz, através da História, é quase que predominantemente masculina", explica Glau Barros.
Ao longo de cinco lives, ela irá apresentar as cantoras, intérpretes e instrumentistas que identificou em seu estudo. O lançamento terá a participação especial das compositoras Pâmela Amaro e Guaíra, e as demais transmissões acontecerão nos dias 28 de julho e 4, 11, 18 e 25 de agosto, sempre às 20h.
Comentários CORRIGIR TEXTO
Conteúdo Publicitário