Porto Alegre, domingo, 06 de junho de 2021.
Porto Alegre,
domingo, 06 de junho de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

gente

- Publicada em 20h43min, 06/06/2021.

Morre a atriz Camila Amado, aos 82 anos

Seu trabalho mais recente foi no remake da novela 'Éramos seis', exibida pela Globo

Seu trabalho mais recente foi no remake da novela 'Éramos seis', exibida pela Globo


fabio rebelo/tv globo/divulgação
Morreu neste domingo (6), aos 82 anos, a atriz, diretora e professora de atuação Camila Amado. A causa da morte foi um câncer. No fim do ano passado, ela testou positivo para Covid-19 e havia se recuperado.
Morreu neste domingo (6), aos 82 anos, a atriz, diretora e professora de atuação Camila Amado. A causa da morte foi um câncer. No fim do ano passado, ela testou positivo para Covid-19 e havia se recuperado.
Camila nasceu no Rio de Janeiro em 7 de agosto de 1938. Ela iniciou a vida artística em 1969, na novela Um Gosto Amargo de Festa, da TV Tupi. 
A atriz também teve atuações de destaque em produções como Tapas & Beijos, A Casa das Sete Mulheres, Sítio do Pica Pau Amarelo e Cordel Encantado. O último trabalho de atriz em TV aberta foi, em 2019, na novela Éramos Seis, da Rede Globo, em que interpretou a Tia Candoca. Ela também apareceu, recentemente, na série Chacrinha, no papel de Aurélia.
Além da TV, Camila também teve atuação nos filmes Quem Tem Medo de Lobisomem?, Copacabana, Verônica, Eu e Meu Guarda, entre outros.
Ela deixa dois filhos, que são fruto do primeiro casamento com o jornalista Carlos Eduardo Martins.
"Além de ótima atriz, Camila era das melhores preparadoras de elenco do Brasil, formou muitos jovens atores. Grande perda", lamentou o diretor gaúcho Jorge Furtado, que trabalhou com a atriz no especial Doce de mãe. Furtado também dirigiu Primavera das Neves, que contou com a participação da artista. 
O diretor gaúcho Zeca Brito também se manifestou sobre a perda nas redes sociais. Camila participou do seu documentário Glauco do Brasil.
Folhapress
Comentários CORRIGIR TEXTO
Conteúdo Publicitário