Porto Alegre, quinta-feira, 25 de março de 2021.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quinta-feira, 25 de março de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Acontece

- Publicada em 16h03min, 25/03/2021. Atualizada em 16h22min, 25/03/2021.

Vagner Cunha e José Clemente Pozenato se unem em celebração a Dante Alighieri

Projeto da Bell'Anima Produções inclui tradução inédita de Inferno, sarau especial e uma obra musical original

Projeto da Bell'Anima Produções inclui tradução inédita de Inferno, sarau especial e uma obra musical original


GILBERTO PERIN/DIVULGAÇÃO/JC
Após o sucesso do espetáculo Ópera O quatrilho, que reuniu quase dez mil pessoas em diversos palcos do Rio Grande do Sul entre 2018 e 2019, a parceria entre o escritor José Clemente Pozenato e o compositor gaúcho Vagner Cunha volta a render frutos. Desta vez os dois reúnem-se em um projeto inspirado em uma das maiores obras da literatura ocidental: A divina comédia, de Dante Alighieri, que recebe homenagens em todo mundo em decorrência dos 700 anos de seu falecimento.
Após o sucesso do espetáculo Ópera O quatrilho, que reuniu quase dez mil pessoas em diversos palcos do Rio Grande do Sul entre 2018 e 2019, a parceria entre o escritor José Clemente Pozenato e o compositor gaúcho Vagner Cunha volta a render frutos. Desta vez os dois reúnem-se em um projeto inspirado em uma das maiores obras da literatura ocidental: A divina comédia, de Dante Alighieri, que recebe homenagens em todo mundo em decorrência dos 700 anos de seu falecimento.
A primeira novidade é uma tradução inédita de Inferno, já concluída por Pozenato. Seu lançamento será feito em setembro, em paralelo à estreia mundial de O inferno de Dante, por Vagner Cunha, obra musical original em três atos, composta para orquestra e coral. Provocados pelo empresário e diretor geral da Bell’Anima Produções, Claudio Carrara, os dois aceitaram o desafio de adotar uma linguagem que aproxime o público brasileiro da indispensável grande obra. Segundo Pozenato, as traduções existentes buscam um tom rebuscado, que nunca foi a intenção de Dante - e a ideia da nova versão é resgatar a linguagem direta e acessível do original, em um texto adequado para os dias de hoje.
As próximas novidades do lançamento serão feitas em junho, quando será celebrado, com o apoio do Consulado Geral da Italia em Porto Alegre e financiamento da Lei Aldir Blanc, um sarau especial on-line intitulado A divina comédia: antídoto humanista em tempos de tragédia, evento que contará com mesa-redonda e presença remota de especialistas na obra de Dante, além de uma prévia da música de Vagner Cunha. O projeto contempla ainda um pacote pedagógico digital a ser distribuído gratuitamente nas escolas gaúchas, que terão acesso gratuito ao canto introdutório da obra, ilustrado pelo gaúcho Cris Oliveira e comentado pelo teólogo, poeta, crítico de arte e ensaísta Armindo Trevisan.
Comentários CORRIGIR TEXTO