Porto Alegre, terça-feira, 23 de fevereiro de 2021.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
terça-feira, 23 de fevereiro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

literatura

- Publicada em 07h58min, 23/02/2021.

TAG envia livro inédito de Toni Morrison indicado por Conceição Evaristo

Segundo romance da autora norte-americana, 'Sula' foi publicado originalmente em 1973

Segundo romance da autora norte-americana, 'Sula' foi publicado originalmente em 1973


TAG/DIVULGAÇÃO/JC
O kit Curadoria da TAG - Experiências Literárias de fevereiro envia aos seus assinantes Sula, livro inédito de Toni Morrison indicado pela romancista, poeta e contista Conceição Evaristo, vencedora do Jabuti em 2015. Publicado originalmente em 1973, é o segundo romance da autora norte-americana e narra a história de amizade, às vezes conturbada, de duas mulheres durante um período de mais de 40 anos.
O kit Curadoria da TAG - Experiências Literárias de fevereiro envia aos seus assinantes Sula, livro inédito de Toni Morrison indicado pela romancista, poeta e contista Conceição Evaristo, vencedora do Jabuti em 2015. Publicado originalmente em 1973, é o segundo romance da autora norte-americana e narra a história de amizade, às vezes conturbada, de duas mulheres durante um período de mais de 40 anos.
Hoje um best-seller, a obra não foi inicialmente bem recebida. No entanto, no ano de 2000, a apresentadora Oprah Winfrey o indicou em seu popular clube de livros, o que fez o romance alcançar uma venda de mais de 800 mil exemplares. Na década de 1970, a recepção fria deveu-se à pouca visibilidade da literatura negra e às cenas de violência sexual, que até hoje figuram como um argumento para banir o livro de escolas norte-americanas.
Autora de livros que galgaram avaliações cada vez mais elogiosas e um público devotado, Toni Morrison foi conquistando uma posição de destaque entre os romancistas norte-americanos e uma sequência de prêmios representativos. Foi a primeira mulher negra a figurar no celebrado Book of the Month Club e, em 1993, a primeira escritora negra a receber o Prêmio Nobel de Literatura. Ela faleceu em 2019 em decorrência de uma pneumonia. Teria completado 90 anos no último dia 18 de fevereiro.
Sua passagem de quase duas décadas como editora na Random House também merece menção: Toni teve papel essencial na difusão de escritores negros como Angela Davis e Toni Cade Bambara, além de organizar antologias dos autores africanos Chinua Achebe e Wole Soyinka. Dela, a TAG já enviou, com curadoria de Djamila Ribeiro, em março de 2019, o livro O olho mais azul.
Já a curadora Conceição Evaristo é um grande expoente da literatura contemporânea. Foi homenageada como Personalidade Literária do Ano pelo Prêmio Jabuti em 2019. Sua matéria-prima literária é a vivência das mulheres negras e sua produção é repleta de reflexões acerca das profundas desigualdades raciais brasileiras. Misturando realidade e ficção, seus textos são valorosos retratos do cotidiano, instrumentos de denúncia das opressões raciais e de gênero, mas também se voltam para a recuperação da ancestralidade da negritude brasileira, propositalmente apagada pelos portugueses durante os séculos em que perdurou o tráfico escravista.
Comentários CORRIGIR TEXTO