Porto Alegre, sexta-feira, 04 de dezembro de 2020.
Dia Mundial da Propaganda.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sexta-feira, 04 de dezembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

televisão

- Publicada em 20h07min, 04/12/2020. Atualizada em 20h36min, 04/12/2020.

TVE-RS exibe vencedores do I Festival Cinema Negro em Ação

'Flamingos', de José Pedro Minho Mello, foi eleito melhor curta do RS

'Flamingos', de José Pedro Minho Mello, foi eleito melhor curta do RS


CCMQ/DIVULGAÇÃO/JC
A TVE-RS (canal 7.1 no sinal aberto, canal 7 na NET ou online no site da emissora) exibe nesta sexta-feira (4), a partir das 22h30min, uma sessão especial com os filmes premiados no I Festival Cinema Negro em Ação.
A TVE-RS (canal 7.1 no sinal aberto, canal 7 na NET ou online no site da emissora) exibe nesta sexta-feira (4), a partir das 22h30min, uma sessão especial com os filmes premiados no I Festival Cinema Negro em Ação.
A mostra competitiva, realizada pela Casa de Cultura Mario Quintana (CCMQ) e pelo Instituto Estadual de Cinema (IECine), instituições da Secretaria de Estado da Cultura (Sedac), contou com a participação de mais de 300 realizadores negros e negras de estados de todas as regiões do Brasil e de países como Cabo Verde e Portugal. Os vencedores de cada categoria, que estarão na exibição especial da TVE-RS são os seguintes:
Videoclipe
Local: Cristal - Ashley Banks - Direção: Cleverton Borges
Nacional: Você bagunçou comigo - Yhago Sebaz feat. ALLVDIN - Direção: Jessica Lauane
Videoarte
Local: Rituais Virtuais - Direção Valéria Barcellos
Nacional: Marvin.gif Part II - Direção Marvin Pereira
Internacional: Travessia - Direção: Terra Assunção
Curta-Metragem
Júri popular: Projeto Perigoso - Direção: Fabrício Zavareze
Local: Flamingos - Direção: José Pedro Minho Mello
Nacional: Entremarés - Direção: Anna Andrade
Longa-Metragem
Nacional: Raízes - Direção: Simone Nascimento e Wellington Amorim

Desdobramentos do Festival

O I Festival Cinema Negro em Ação, realizado de 20 a 27 de novembro, foi a etapa inicial de um projeto maior, programado para 2021, voltado a promover a igualdade, a valorização e a preservação da cultura negra por meio da produção audiovisual. Desde o lançamento, o evento projeta para o próximo ano a continuidade de ações com oficinas de capacitação para novos profissionais de sete regiões do estado do Rio Grande do Sul. Essa fase do programa, viabilizada em parceria com o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande Sul (IFRS), irá contemplar 150 jovens profissionais negras e negros.
A secretária de Cultura do Estado, Beatriz Araujo, ao comemorar os resultados do festival em número de inscrições, abrangência e qualidade dos concorrentes, reafirma o compromisso com o fomento à produção audiovisual, setor da economia que vem apresentando crescimento médio anual de 7% nos últimos cinco anos. “O Festival Cinema Negro em Ação nasceu com essa proposta de alavancar a economia criativa e promover a equiparação racial entre os agentes da cadeia produtiva do audiovisual. A dimensão que o evento alcançou redobra este nosso compromisso”, afirma Beatriz Araujo.
A cineasta Camila de Moraes, idealizadora e curadora do Festival Cinema Negro em Ação, assinala as transversalidades, a diversidade, a universalidade e o diálogo estabelecido entre o público e os realizadores. “Foi um cenário muito rico, no qual tínhamos produções iniciantes e, na mesma sessão, profissionais que já estão atuando no mercado há alguns anos. Algumas temáticas, sob a ótica de diferentes regiões do Brasil, dialogavam e se reconheciam entre si. Estamos construindo uma rede, para além de competição. Estamos vibrando com o trabalho do colega, estamos crescendo juntos”, comemora Camila.
Comentários CORRIGIR TEXTO