Porto Alegre, domingo, 01 de novembro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
domingo, 01 de novembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

exposição

- Publicada em 16h05min, 01/11/2020.

Shopping Bourbon Canoas exibe mostra de fotografias de locais históricos do município

Registro da Antiga Estação de Trem integra Arquivo Histórico Doutor Sezefredo Azambuja Vieira

Registro da Antiga Estação de Trem integra Arquivo Histórico Doutor Sezefredo Azambuja Vieira


ARQUIVO SEZEFREDO AZAMBUJA VIEIRA/DIVULGAÇÃO/JC
O Bourbon Canoas (Av. Getúlio Vargas, 5.765) inaugurou uma mostra de imagens que contam um pouco da história de dois locais importantes para a história do município. A exposição Representações do Patrimônio Cultural Tombado de Canoas pode ser conferida no local e gratuitamente. São 23 imagens da Casa dos Rosa e da Antiga Estação de Trem, fruto de uma parceira da rede Bourbon com o historiador e pesquisador Edison Barcellos da Rosa, sendo que o conjunto de fotografias escolhido pelo curador está disponível no acervo do Arquivo Histórico Doutor Sezefredo Azambuja Vieira.
O Bourbon Canoas (Av. Getúlio Vargas, 5.765) inaugurou uma mostra de imagens que contam um pouco da história de dois locais importantes para a história do município. A exposição Representações do Patrimônio Cultural Tombado de Canoas pode ser conferida no local e gratuitamente. São 23 imagens da Casa dos Rosa e da Antiga Estação de Trem, fruto de uma parceira da rede Bourbon com o historiador e pesquisador Edison Barcellos da Rosa, sendo que o conjunto de fotografias escolhido pelo curador está disponível no acervo do Arquivo Histórico Doutor Sezefredo Azambuja Vieira.
As fotos expostas remetem às memórias da cidade, trazendo um pouco da história dos diferentes grupos que formaram a sociedade canoense. A antiga Estação de Trem foi inaugurada em 1874, para ligar Porto Alegre ao município de São Leopoldo, passando por Canoas. A estação esteve em pleno funcionamento durante 60 anos, até que, nas décadas de 1950 e 1960, com a construção da BR116, teve uma notável diminuição de seu movimento. Em 1968, foi feita a retirada dos trilhos da viação térrea do centro da cidade.
Já a Casa dos Rosa foi construída por Antônio Lourenço Rosa nos primeiros anos do século XX e foi utilizada pela família Rosa até o ano de 1979. O local é um importante referencial para o estudo da identidade e evolução urbana e social de Canoas. Foi construída em estilo eclético, incorporando o aço em sua alvenaria, material que remetia a composição original dos trilhos da estrada de ferro, além de incluir telhas francesas e adornos lambrequins. O imóvel foi tombado como patrimônio histórico em julho de 2009. Após ser restaurado, foi reinaugurado como espaço cultural em 2016 e, atualmente, abriga o Museu Municipal Hugo Simões Lagranha.
As imagens exibem diferentes momentos dos patrimônios públicos selecionados para a exposição, criando um verdadeiro olhar histórico para cada um dos espaços. As fotografias estão acompanhadas de textos explicativos que contam um pouco da trajetória de cada local, com detalhes sobre as edificações, os saberes tradicionais, as celebrações, as criações artísticas da cidade e as paisagens que hoje são um marco de Canoas.
Comentários CORRIGIR TEXTO