Porto Alegre, quinta-feira, 15 de outubro de 2020.
Dia do Professor.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quinta-feira, 15 de outubro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

cinema

- Publicada em 16h16min, 15/10/2020.

Drama turco 'O conto das três irmãs' estreia no Brasil em streaming

Título do premiado diretor Emin Alper disputou o Urso de Ouro no 69º Festival de Berlim

Título do premiado diretor Emin Alper disputou o Urso de Ouro no 69º Festival de Berlim


SUPO MUNGAM FILMS/DIVULGAÇÃO/JC
O filme O conto das três irmãs, do premiado diretor turco Emin Alper, estreia em todo território nacional nesta quinta-feira (15), diretamente no streaming (pelas plataformas Now e Vivo Play). O drama sobre sororidade, que disputou o Urso de Ouro no 69º Festival de Berlim, conta a história das irmãs Reyhan, Nurhan e Havva, originárias de uma antiga aldeia nas montanhas do interior da Turquia, que foram enviadas para famílias ricas da cidade como "beslemes" (filha adotiva e empregada doméstica), na esperança de melhorar suas vidas. Porém, por diferentes motivos, são obrigadas a voltar para a casa de seu pai.
O filme O conto das três irmãs, do premiado diretor turco Emin Alper, estreia em todo território nacional nesta quinta-feira (15), diretamente no streaming (pelas plataformas Now e Vivo Play). O drama sobre sororidade, que disputou o Urso de Ouro no 69º Festival de Berlim, conta a história das irmãs Reyhan, Nurhan e Havva, originárias de uma antiga aldeia nas montanhas do interior da Turquia, que foram enviadas para famílias ricas da cidade como "beslemes" (filha adotiva e empregada doméstica), na esperança de melhorar suas vidas. Porém, por diferentes motivos, são obrigadas a voltar para a casa de seu pai.
O longa, com título original Kz Kardeler - uma coprodução entre Turquia, Alemanha, Holanda e Grécia -, mostra o sonho dessas mulheres por uma vida melhor. Entretanto, para isso ser alcançado, elas dependem das táticas de solidariedade, competição e das decisões dos homens em volta delas. O título reafirma o talento de Alper como um grande narrador visual, usando imagens poderosas e metafóricas - ele mesmo cresceu nas montanhas da Anatólia.
O cineasta revela seu conto de fadas através desta história de sororidade, e mostra uma sociedade em que é muito difícil quebrar o ciclo predeterminado, e ainda assim deixa espaço para a esperança. O resultado é uma experiência humana e comovente, com uma belíssima fotografia inspirada no chiaroscuro (técnica da pintura a óleo renascentista), trilha sonora marcante, diálogos precisos e atuações surpreendentes.
Também selecionado para o Festival de Sevilha e o Festival de Jerusalém, o filme passou ainda por outros eventos internacionais, como Festival de Istambul - onde levou os prêmios de melhor filme, direção, atriz (para as 3 atrizes que interpretam as irmãs) e trilha sonora -, Festival de Sarajevo - do qual saiu com o troféu de melhor direção - e no Festival de Bruxelas do Cinema Mediterrâneo - no qual recebeu o Prêmio Especial do Júri. No Brasil, ele foi exibido Festival Itaú Play, online, em junho deste ano.
Nascido em 1974, Emin Alper é formado em Economia e História pela Universidade Bogazici de Istambul, sendo PhD em História Turca Moderna. Seu primeiro longa, Beyond the hill (2012), recebeu vários prêmios, incluindo o Caligari Film Prize no Festival de Berlim e o prêmio de Melhor Filme no Asia Pacific Awards. Já o segundo, Frenzy (2015) ganhou o Prêmio Especial do Júri no Festival de Veneza.
Além da carreira cinematográfica, o diretor ensina História Moderna no Departamento de Ciências Humanas e Sociais da Universidade Técnica de Istambul. 
Comentários CORRIGIR TEXTO