Porto Alegre, quarta-feira, 23 de setembro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quarta-feira, 23 de setembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

música

- Publicada em 08h00min, 21/09/2020. Atualizada em 22h00min, 21/09/2020.

Canal Curta! estreia documentário sobre a vida de Ney Matogrosso

'À flor da pele' é dirigido por Felipe Nepomuceno e vai ao ar na segunda-feira, às 22h30min

'À flor da pele' é dirigido por Felipe Nepomuceno e vai ao ar na segunda-feira, às 22h30min


CANAL CURTA!/DIVULGAÇÃO/JC
A vida e a personalidade de Ney Matogrosso são o centro do documentário Ney – À Flor da Pele, produção que estreia nesta segunda-feira (21), às 22h30min, no Canal Curta!. As reprises vão ao ar na terça-feira (22), às 2h30min e às 16h30min; na quarta-feira (23), às 10h30min; no sábado (26), às 14h50min, e no domingo (27), às 22h15min.
A vida e a personalidade de Ney Matogrosso são o centro do documentário Ney – À Flor da Pele, produção que estreia nesta segunda-feira (21), às 22h30min, no Canal Curta!. As reprises vão ao ar na terça-feira (22), às 2h30min e às 16h30min; na quarta-feira (23), às 10h30min; no sábado (26), às 14h50min, e no domingo (27), às 22h15min.
Reconhecido por suas performances e personalidade transgressora, o músico fala em entrevista sobre temas relacionados a sexualidade, gênero e liberdade de expressão. “Tenho consciência do exercício da liberdade e vou morrer defendendo a liberdade até o fim. Sou um homem livre. Somos seres livres e temos que reafirmar isso o tempo”, diz o artista.
Das primeiras aparições públicas no lendário grupo Secos & Molhados, na década de 1970, até os dias de hoje, o documentário mostra a transformação do artista. A roupa e a maquiagem extravagantes dos primeiros anos como cantor vão sendo deixadas de lado a partir da carreira solo. Em entrevista exibida no filme, Ney comenta que foi tirando a maquiagem aos poucos, a partir do momento em que se sentia mais seguro.
Através de entrevistas históricas e cenas musicais, a produção dirigida por Felipe Nepomuceno remonta a carreira de Ney Matogrosso, desde a segunda metade do século XX até a atualidade.
 
Comentários CORRIGIR TEXTO