Porto Alegre, quinta-feira, 24 de setembro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quinta-feira, 24 de setembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

televisão

- Publicada em 20h37min, 24/08/2020.

Babu Santana fala sobre arte, racismo e BBB no #Provoca desta semana

Ator abre o jogo sobre sua vida e as dificuldades que enfrentou na carreira

Ator abre o jogo sobre sua vida e as dificuldades que enfrentou na carreira


TV CULTURA/DIVULGAÇÃO/JC
Babu Santana é o entrevistado do programa #Provoca desta terça-feira (25). Marcelo Tas entrevista o ator e ex-BBB sobre o racismo e dificuldades enfrentadas durante a carreira. Remotamente, ele mostra a nova casa na qual passou a viver com a família após o término do reality show e se emociona ao contar a história de sua mãe.
Babu Santana é o entrevistado do programa #Provoca desta terça-feira (25). Marcelo Tas entrevista o ator e ex-BBB sobre o racismo e dificuldades enfrentadas durante a carreira. Remotamente, ele mostra a nova casa na qual passou a viver com a família após o término do reality show e se emociona ao contar a história de sua mãe.
A entrevista vai ao ar às 22h15min na TV Cultura e no canal oficial do #Provoca no YouTube.
Babu relembra durante o programa o tempo em que os carros de filmagem das produções não o buscavam na porta de sua casa, no Morro do Vidigal, situação que não acontecia com seus colegas de trabalho. Ele, que ganhou duas vezes o Grande Otelo (considerado o maior prêmio do cinema brasileiro), ainda comenta sobre o racismo que enfrentou ao longo de sua carreira: "Quando falei que ia fazer um teste pro teatro, [me disseram] 'pra que que você vai insistir nesse negócio? Você é pobre, você é feio. Você não tem nada a ver, não tem o perfil de ator'. E não bastasse isso, quando eu consegui trabalhar e ser considerado artista, eu me deparei com a sociedade que acha que meu trabalho é vagabundagem, que meu trabalho é fruto de uma mamata”.
Comentários CORRIGIR TEXTO