Porto Alegre, terça-feira, 28 de julho de 2020.
Dia do Agricultor .

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
terça-feira, 28 de julho de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

artes visuais

Atualizada em 18h52min, 28/07/2020.

Gaúcho apresenta releitura de duas obras de Van Gogh nesta quarta-feira

Com 'Esperando Van Gogh', Aloizio Pedersen homenageia pintor holandês nos 130 anos de sua morte

Com 'Esperando Van Gogh', Aloizio Pedersen homenageia pintor holandês nos 130 anos de sua morte


LOURDES ROSA/DIVULGAÇÃO/JC
Nesta quarta-feira (29), dia em que a morte de Vincent Van Gogh completa 130 anos, o artista plástico gaúcho Aloizio Pedersen apresentará virtualmente ao público, pelo Facebook e Instagram, uma homenagem a um dos maiores nomes do Expressionismo. Sua tela em tinta acrílica Esperando Van Gogh é uma releitura das obras Noite estrelada e Corvos no campo de trigo.
Nesta quarta-feira (29), dia em que a morte de Vincent Van Gogh completa 130 anos, o artista plástico gaúcho Aloizio Pedersen apresentará virtualmente ao público, pelo Facebook e Instagram, uma homenagem a um dos maiores nomes do Expressionismo. Sua tela em tinta acrílica Esperando Van Gogh é uma releitura das obras Noite estrelada e Corvos no campo de trigo.
Na ocasião, o artista também falará sobre a vida e a obra do pintor holandês, além de explicar detalhes da produção da fusão de telas e suas simbologias. O vídeo-aula será postado nas redes sociais e ficará disponível para consulta posteriormente à publicação no Facebook e Instagram de Pedersen.
Van Gogh, não por acaso, é fonte de inspiração constante na carreira do pintor. Com o projeto Artinclusão no Instituto Psiquiátrico Forense (IPF), ele acompanha de perto a realidade dos distúrbios mentais, com incursões de telas e pincéis também por presídios e pela Fasc, entre outros espaços.
Pedersen ministra, há cerca de três anos, oficinas de pintura como forma de inclusão social a internos no IPF, que abriga cerca de 200 pessoas que cometeram delitos e possuem transtornos mentais graves. Com o Projeto Artinclusão, o artista desmistifica o tom negativo associado ao campo da loucura, muito associada a obras de Van Gogh. Recentemente, conseguiram até transformar esta instituição em um show room com 250 obras em pronta entrega, com verba integral para seus autores.
Comentários CORRIGIR TEXTO