Porto Alegre, sexta-feira, 15 de maio de 2020.
Dia do Assistente Social.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sexta-feira, 15 de maio de 2020.
Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

Música

15/05/2020 - 14h04min. Alterada em 15/05 às 14h04min

Jordana Henriques surge com voz e violão no álbum 'Transparência'

Cantora, violonista e compositora de Caçapava do Sul lança CD virtual nesta sexta-feira (15)

Cantora, violonista e compositora de Caçapava do Sul lança CD virtual nesta sexta-feira (15)


LUIS FERREIRAH/DIVULGAÇÃO/JC
A cantora e compositora Jordana Henriques aposta em uma versão intimista de sua personalidade artística em Transparência, seu primeiro álbum completo. O disco, que estará disponível nas plataformas digitais a partir desta sexta-feira (15), aposta no formato voz e violão, despindo-se dos instrumentos elétricos que deram a tônica em Aquário, seu EP de estreia.
A cantora e compositora Jordana Henriques aposta em uma versão intimista de sua personalidade artística em Transparência, seu primeiro álbum completo. O disco, que estará disponível nas plataformas digitais a partir desta sexta-feira (15), aposta no formato voz e violão, despindo-se dos instrumentos elétricos que deram a tônica em Aquário, seu EP de estreia.
Gravado em apenas um dia, com no máximo três takes de cada música, Transparência apresenta a sonoridade entre a MPB e a soul music comum às composições de Jordana, sempre saudando sua ancestralidade negra através de referências como ijexá, funk, blues, soul, rock e pop. O trabalho é totalmente autoral, com sete faixas, e traz uma compositora ao mesmo tempo intensa e introspectiva, com músicas carregadas de bagagem pessoal.
"Uso muito a música como terapia também, tanto que eu não consigo guardar, eu tenho que escrever os processos pelos quais estou passando. Esse disco é muito isso, eu bater de frente", diz Jordana.
Natural da cidade gaúcha de Caçapava do Sul, a cantora ingressou no coletivo musical EntreAutores, em Santa Maria, e participou da turma de residência artística do Projeto Concha, financiado pela Natura Musical. A artista também integra a banda Pegada Torta, que lançou em 2019 o EP Epé.
Comentários