Porto Alegre, sexta-feira, 25 de setembro de 2020.
Dia do Trânsito.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sexta-feira, 25 de setembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Música

- Publicada em 19h39min, 28/04/2020. Atualizada em 12h05min, 29/04/2020.

Casa da Música Poa promove serenatas virtuais

Dedicado à música clássica, espaço cultural teve que adaptar sua programação durante a pandemia

Dedicado à música clássica, espaço cultural teve que adaptar sua programação durante a pandemia


RICARDO CHACON/DIVULGAÇÃO/JC
A Casa da Música Poa, que em quase todos os finais de semana costuma promover recitais de música clássica, é mais um espaço cultural que precisou adaptar sua programação ao isolamento provocado pela pandemia do novo coronavírus. Com o propósito de seguir promovendo a arte e os artistas locais, a Casa da Música lança, agora, o projeto Serenata na janela.
A Casa da Música Poa, que em quase todos os finais de semana costuma promover recitais de música clássica, é mais um espaço cultural que precisou adaptar sua programação ao isolamento provocado pela pandemia do novo coronavírus. Com o propósito de seguir promovendo a arte e os artistas locais, a Casa da Música lança, agora, o projeto Serenata na janela.
A iniciativa procura trazer para os amantes da música erudita, de forma virtual, uma série de obras, em interpretação solo, com cantores e instrumentistas. O lançamento da primeira serenata ocorre nesta quarta-feira (29), às 17h30min.
Diariamente, serão publicados links de performances de artistas convidados, como a mezzo-soprano Angela Diel, a soprano Andiara Mumbach, o oboísta Érico Marques, os violinistas Ariel Polycarpo Ricardo Chacon e a flautista Angélica Molina. As serenatas serão transmitidas por meio de links do YouTube que serão disponibilizados pelas redes sociais da Casa da Música Poa (Facebook e Twitter @CasadaMusicaPoa e Instagram casadamusicapoa).
Comentários CORRIGIR TEXTO