Porto Alegre, domingo, 26 de abril de 2020.
Dia de Prevenção e Combate à Hipertensão.

Jornal do Comércio

Porto Alegre, domingo, 26 de abril de 2020.
Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

Artes visuais

Alterada em 26/04 às 20h01min

Morre, aos 65 anos, a artista Lou Borghetti

Lou lutava contra um câncer há cerca de dois anos e meio

Lou lutava contra um câncer há cerca de dois anos e meio


MARCO QUINTANA/JC
Depois de cerca de dois anos e meio lutando contra um câncer no endométrio, a artista visual Lou Borghetti faleceu neste sábado, em Porto Alegre, aos 65 anos.
Depois de cerca de dois anos e meio lutando contra um câncer no endométrio, a artista visual Lou Borghetti faleceu neste sábado, em Porto Alegre, aos 65 anos.
Nascida no município de Chapada, no Interior do Estado, Elizethe Helena Borghetti estudou com grandes nomes da arte, como Danúbio Gonçalves, Fernando Baril, Renina Katz, Katie Van Sherpenberg e Plínio Bernhardt. Foi aluna e assistente de Iberê Camargo e expôs suas obras em diversas galerias no Brasil e no exterior, além de dar aulas de pintura.
Na edição do Jornal do Comércio de 23 de abril, na coluna Vida Social, o jornalista Eduardo Bins Ely falou sobre o trabalho mais recente de Lou:
"Terminou esta pintura de 1,2m x 2,2m em menos de uma semana. Deu a ela o nome de Sonoro silêncio. (...) Sua produção é brasileira por excelência, mas também mantém seu atelier em Washington DC, junto ao marchand Abdi Poozesh. Ao lado da pintura, sempre se dedicou a lecionar em seu atelier. Suas alunas e seus alunos chamam de 'atelier concha', tal é o acolhimento. No momento, as aulas seguem na modalidade de EaD. Estão usando plataformas de comunicação que permitem, mesmo a distância, vivências muito próximas. Lou Borghetti propôs um trabalho sobre o momento coronavírus, indicando pinturas famosas para que cada aluno faça a sua releitura com alguma intervenção que remeta ao momento pandêmico. Este projeto recebeu o nome de CoNvidA 2020".
Comentários