Porto Alegre, quinta-feira, 12 de março de 2020.
Dia do Bibliotecário.

Jornal do Comércio

Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

ARTES VISUAIS

Notícia da edição impressa de 12/03/2020. Alterada em 11/03 às 20h33min

Paisagem do Planalto Meridional gaúcho é destaque de mostra em Porto Alegre

Exposição 'O meio do mundo' reúne fotografia, instalação, texto e vídeo

Exposição 'O meio do mundo' reúne fotografia, instalação, texto e vídeo


MARCO ANTÔNIO FILHO/DIVULGAÇÃO/JC
Exibindo os cenários da paisagem pacata e contemplativa do Planalto Meridional gaúcho, O meio do mundo é a mostra que a Galeria do Goethe-Institut Porto Alegre (24 de Outubro, 112) inaugura nesta quinta-feira (12). Com visitação até 2 de maio, a exposição gratuita de Marco Antônio Filho conta com fotografia, instalação, texto e vídeo feitos por ele entre 2016 e 2020.
Exibindo os cenários da paisagem pacata e contemplativa do Planalto Meridional gaúcho, O meio do mundo é a mostra que a Galeria do Goethe-Institut Porto Alegre (24 de Outubro, 112) inaugura nesta quinta-feira (12). Com visitação até 2 de maio, a exposição gratuita de Marco Antônio Filho conta com fotografia, instalação, texto e vídeo feitos por ele entre 2016 e 2020.
Com influência de artistas alemães como Michael Schmidt, Joachim Brohm e do casal Hilla e Bernd Becher, a proposta da mostra é apresentar uma investigação sensível sobre paisagem, memória, progresso e natureza, tendo o foco da região de Tainhas, localizada no município de São Francisco de Paula, que é apresentado como um vilarejo marcado pela frustração do sonho moderno. Esse material faz parte da pesquisa de doutorado de Antônio Filho, realizada junto ao Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais da Ufrgs.