Porto Alegre, sexta-feira, 24 de julho de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sexta-feira, 24 de julho de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

festival

- Publicada em 09h05min, 27/11/2019. Atualizada em 10h11min, 27/11/2019.

Quinta edição do Santa Maria Sesc Circo celebra o fascínio do picadeiro

Primeiro dia do evento teve apresentação de peça e cortejo à noite

Primeiro dia do evento teve apresentação de peça e cortejo à noite


Ronald Mendes/ divulgação/ jc
Igor Natusch, de Santa Maria
Poucas manifestações artísticas são tão intimamente ligadas com a exuberância e a alegria do que o circo. Pensados para celebrar a arte que acontece debaixo da lona, os seis dias do Santa Maria Sesc Circo tiveram um início à altura nesta terça-feira (26). Após o já tradicional cortejo, que abre a festa convidando os moradores a irem ao circo, todos entraram na tenda armada na Gare da Estação de Santa Maria para assistir o espetáculo inaugural, Cabaré Sabatino Brós é 10, da Cia. Irmãos Sabatino.
Poucas manifestações artísticas são tão intimamente ligadas com a exuberância e a alegria do que o circo. Pensados para celebrar a arte que acontece debaixo da lona, os seis dias do Santa Maria Sesc Circo tiveram um início à altura nesta terça-feira (26). Após o já tradicional cortejo, que abre a festa convidando os moradores a irem ao circo, todos entraram na tenda armada na Gare da Estação de Santa Maria para assistir o espetáculo inaugural, Cabaré Sabatino Brós é 10, da Cia. Irmãos Sabatino.
O evento é promovido pelo Sistema Fecomércio-RS/Sesc e pela Prefeitura de Santa Maria, com financiamento da Corsan. Toda a programação é gratuita, mediante retirada antecipada de ingressos.
O cortejo de abertura reuniu artistas ligados a várias companhias, em uma colorida e empolgada celebração. O mau tempo prejudicou o plano inicial, de uma procissão pelas principais vias do centro de Santa Maria, mas a circunstância climática não arrefeceu o ânimo dos presentes. Meninas e meninos, acompanhados pelos pais igualmente sorridentes, faziam questão de conversar e tirar fotos com os palhaços e trapezistas, em uma demonstração clara de como o fascínio do circo segue vivo e forte.
{'nm_midia_inter_thumb1':'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/jpg/2019/11/27/206x137/1_sesccirco_9543-8913196.jpg', 'id_midia_tipo':'2', 'id_tetag_galer':'', 'id_midia':'5dde643d3592f', 'cd_midia':8913196, 'ds_midia_link': 'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/jpg/2019/11/27/sesccirco_9543-8913196.jpg', 'ds_midia': 'Primeiro dia do evento teve apresentação de peça e cortejo à noite.', 'ds_midia_credi': 'Ronald Mendes/ divulgação/ jc', 'ds_midia_titlo': 'Primeiro dia do evento teve apresentação de peça e cortejo à noite.', 'cd_tetag': '1', 'cd_midia_w': '800', 'cd_midia_h': '533', 'align': 'Left'}
Festival em Santa Maria vai até domingo./ Foto: Ronald Mendes/ Divulgação/ JC
O clima descontraído contagiou a todos. Até mesmo o prefeito de Santa Maria, Jorge Pozzobom, entrou na brincadeira: ao chamar ao palco o Esquadrão da Alegria, que leva a palhaçaria para pacientes em hospitais, disse que eles eram "as grandes autoridades" presentes, e interagiu com os artistas enquanto fazia seu discurso de abertura. "Santa Maria está de parabéns. Acreditamos muito nesse evento, que enche de alegria essa cidade", reforçou a secretária de Cultura, Esporte e Lazer do município, Marta Zanella.
Abrindo as atividades no picadeiro, a Cia. Irmãos Sabatino comemorou seus 10 anos de atividade unindo acrobacias aéreas, palhaçaria, música e muita interação com o público. Tudo isso mantendo um certo discurso de caráter social, que reforçava a arte como forma de despertar nas pessoas a capacidade de sonhar e ir além. Um dos números uniu equilibrismo a uma narrativa poética sobre a experiência de ser mãe, enquanto outra cena reforçou o caráter ecologicamente correto do espetáculo, substituindo os animais selvagens do passado por um simpático leão de pelúcia. O último número, quando os irmãos Martin e André Sabatino se unem na barra fixa, arrancou gritos de admiração dos presentes. O fascínio das crianças, que pediam o tempo todo para participar como voluntárias em alguns números, contagiava visivelmente os mais velhos, que se divertiam e interagiam com a mesma vibração.
As atividades do Santa Maria Sesc Circo vão até o próximo domingo. Além do Parque da Gare, sessões acontecem no Centro de Atividades Múltiplas Garibaldi Pogetti, Hospital Universitário de Santa Maria, no Theatro Treze de Maio e no Mercado Público da cidade. Em paralelo aos 19 espetáculos programados, acontecem atividades como a exposição Circo em cores, além de uma residência artística com o renomado diretor circense Renato Rocha. Um dos destaques deste ano é a realização de apresentações em aldeias indígenas das etnias Kaingang e Guarani. Informações sobre a programação podem ser obtidas no site sesc-rs.com.br/sesccirco.
Comentários CORRIGIR TEXTO