Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 09 de outubro de 2019.
Dia Mundial dos Correios.

Jornal do Comércio

Cultura

COMENTAR | CORRIGIR

MÚSICA

Edição impressa de 09/10/2019. Alterada em 09/10 às 03h00min

Lenda do metal, Iron Maiden se apresenta nesta quarta-feira em Porto Alegre

Em sua terceira passagem pela Capital, britânicos prometem show bombástico na Arena do Grêmio

Em sua terceira passagem pela Capital, britânicos prometem show bombástico na Arena do Grêmio


JOHN MCMURTRIE/DIVULGAÇÃO/JC
Igor Natusch
Porto Alegre terá, na noite desta quarta-feira (9/10), um reencontro com uma das principais bandas da história do heavy metal. A Arena do Grêmio (Padre Leopoldo Brentano, 110) recebe os britânicos do Iron Maiden, trazendo sua turnê Legacy of the beast. Ingressos, a partir de R$ 280,00, ainda estão disponíveis pelo site Livepass e na bilheteria do estádio.
Porto Alegre terá, na noite desta quarta-feira (9/10), um reencontro com uma das principais bandas da história do heavy metal. A Arena do Grêmio (Padre Leopoldo Brentano, 110) recebe os britânicos do Iron Maiden, trazendo sua turnê Legacy of the beast. Ingressos, a partir de R$ 280,00, ainda estão disponíveis pelo site Livepass e na bilheteria do estádio.
É a terceira vez que a Donzela estará na capital gaúcha, depois de apresentações em 1992, durante a turnê do disco Fear of the dark, e em 2008, com a turnê Somewhere back in time. Os portões abrem a partir das 16h, e a banda principal está programada para subir ao palco às 21h. O espetáculo começa com o grupo gaúcho Rage In My Eyes, seguido pelo conjunto The Raven Age - cujo guitarrista, George Harris, é filho do lendário Steve Harris, baixista e principal compositor do Iron Maiden.
Prestes a completar 45 anos de carreira, a banda inglesa chega ao Rio Grande do Sul embalada pela bombástica apresentação no Rock in Rio, na última sexta-feira. Antes de chegar ao Estado, o grupo esteve também em São Paulo, onde tocou no último domingo. É esperado um grande público para prestigiar o som épico e melodioso e a performance explosiva de Steve, Bruce Dickinson (voz), Nicko McBrain (bateria) e do trio de guitarras de Dave Murray, Adrian Smith e Janick Gers.
Legacy of the beast promove um jogo para dispositivos móveis e uma revista em quadrinhos, ambos com o mesmo nome da turnê e lançados em 2017. Centralizado no carismático monstro Eddie, figura central nas capas de disco e demais materiais visuais do grupo, o jogo passa por diferentes ambientes inspirados pelas letras do Maiden. O giro, que iniciou ainda no ano passado, acabou sendo expandido para atender à demanda em diferentes partes do mundo.
Inspirado nessa mecânica, o show se divide em algumas "fases", a partir de mudanças de cenário e figurino. A primeira etapa é relacionada com guerra, abrindo com Aces high e transitando por alguns clássicos até o palco transformar-se em uma igreja. É a deixa para uma sequências de músicas ligadas a elementos de fé e religião - que, como não poderia deixar de ser em se tratando de uma banda de heavy metal, vira uma descida ao inferno, com a inesquecível The number of the beast no centro das atenções.
Formado em 1975, em Londres, o Iron Maiden esteve na ponta de lança da New Wave of British Heavy Metal, ou NWOBHM, movimento musical que revitalizou o rock pesado britânico no começo da década de 1980. Presentes desde o primeiro álbum, Steve Harris e Dave Murray logo receberam o reforço de Adrian Smith, amigo e companheiro de bandas de Dave desde a adolescência. Após dois LPs com o vocalista Paul Di'Anno, a Donzela foi erguida a um patamar mais alto com a entrada do performático Bruce Dickinson, ex-Samson, no final de 1981.
O sucesso do álbum The number of the beast (1982) disparou a ascensão do Iron Maiden ao estrelato internacional. A última peça da formação clássica a entrar na banda foi Nicko McBrain, que assumiu as baquetas a partir de Piece of mind (1983). Foi com esse quinteto que a banda esteve no primeiro Rock in Rio, durante a gigantesca turnê do álbum Powerslave (1984) - para muitos fãs, o auge da banda. Com a saída de Adrian, em 1990, foi aberto caminho para a entrada de Janick Gers, que está no conjunto desde então.
A atual formação da banda é a mais estável de toda sua trajetória, completando exatas duas décadas ininterruptas neste ano. Após um período de popularidade em queda, marcada pela pouca aceitação do vocalista Blaze Bayley, Bruce e Adrian foram chamados de volta. Fiel escudeiro em tempos difíceis, Janick foi mantido na formação, criando o sexteto que segue ativo desde então.
Longe da decadência, a verdade é que o Iron Maiden segue sendo uma das principais bandas de heavy metal do mundo. Seu mais recente álbum de estúdio, The book of souls (2015), lançado pouco depois de Bruce anunciar sua vitória contra um câncer na garganta, foi muito bem recebido pela crítica. Além disso, os sessentões continuam fazendo um show dinâmico, com intensa movimentação de palco. E a perspectiva não é de diminuir o ritmo: são fortes os boatos de que um novo disco já está gravado, e tanto Steve Harris quanto Bruce Dickinson declararam, recentemente, que não enxergam aposentadoria em um futuro próximo.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia