Porto Alegre, sábado, 25 de julho de 2020.
Dia do Escritor. Dia do Motorista .

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sábado, 25 de julho de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

ACONTECE

- Publicada em 03h34min, 02/10/2019. Atualizada em 08h32min, 02/10/2019.

Projeto Unimúsica faz releitura da música nativista nesta quinta-feira

Texo Cabral e Clarissa Ferreira (ambos à esquerda) dirigem espetáculo no Salão de Atos da Ufrgs

Texo Cabral e Clarissa Ferreira (ambos à esquerda) dirigem espetáculo no Salão de Atos da Ufrgs


DEPARTAMENTO DE DIFUSÃO CULTURAL-UFRGS/DIVULGAÇÃO/JC
Texo Cabral e Clarissa Ferreira se propõem a repaginar a música nativista na edição de amanhã do Unimúsica, que acontece às 20h no Salão de Atos da Ufrgs (Paulo Gama, 110). O concerto Pago revisitado acrescenta à cultura tradicionalista gaúcha elementos sonoros indígenas e quilombolas. A entrada é franca, com ingressos distribuídos no Centro Cultural da Ufrgs (Eng. Luiz Englert, 333), mediante doação de 1kg de alimento não perecível. O limite é de duas entradas por pessoa.
Texo Cabral e Clarissa Ferreira se propõem a repaginar a música nativista na edição de amanhã do Unimúsica, que acontece às 20h no Salão de Atos da Ufrgs (Paulo Gama, 110). O concerto Pago revisitado acrescenta à cultura tradicionalista gaúcha elementos sonoros indígenas e quilombolas. A entrada é franca, com ingressos distribuídos no Centro Cultural da Ufrgs (Eng. Luiz Englert, 333), mediante doação de 1kg de alimento não perecível. O limite é de duas entradas por pessoa.
Muitas vezes esquecida no decorrer da criação do mito gaúcho, a importância das mulheres, indígenas e afrogaúchos na construção da tradição nativista será lembrada a partir de convidados de estilos musicais diversos, incluindo desde artistas envolvidos com o rap até expressões musicais de origem Mbya Guarani. Pago revisitado busca, então, provocar uma reflexão sobre o gaúcho ideal criado por Barbosa Lessa e Paixão Côrtes, tanto do ponto de vista musical quanto cultural e ideológico. Inserido dentro da série A cidade que se vê, a cidade que se escuta do Unimúsica, o espetáculo é uma realização do Departamento de Difusão Cultural da Ufrgs.
Comentários CORRIGIR TEXTO