Porto Alegre, domingo, 26 de julho de 2020.
Dia dos Avós.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
domingo, 26 de julho de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Gente

- Publicada em 11h21min, 23/08/2019. Atualizada em 11h21min, 23/08/2019.

Morre o ator Kito Junqueira, aos 71 anos, em Curitiba

Morreu na madrugada desta sexta-feira (23) aos 71 anos, o ator Kito Junqueira. Ele morava em Curitiba e os detalhes da morte e velório ainda não foram divulgadas. Informação chegou através de um amigo da família, o produtor Ricardo Peixoto.
Morreu na madrugada desta sexta-feira (23) aos 71 anos, o ator Kito Junqueira. Ele morava em Curitiba e os detalhes da morte e velório ainda não foram divulgadas. Informação chegou através de um amigo da família, o produtor Ricardo Peixoto.
Kito Junqueira estava em Curitiba, preparando-se para vir a São Paulo na próxima semana, quando iniciaria o ensaio da peça À Flor da Pele, de Consuelo de Castro. "Conversei com ele por telefone na noite de quinta. Pouco depois, recebi o telefone da mulher dele, Maria (Santos Pizano), desesperada, dizendo que ele tinha passado mal repentinamente. O Samu foi chamado, mas não conseguiu fazer nada", disse o produtor Ricardo Peixoto, que está à frente da nova montagem de À Flor da Pele.
Segundo Peixoto, o ator aparentava estar bem de saúde e estava animado para retornar ao teatro, onde atuaria ao lado de Natalia Rodrigues, sob a direção de Alexandre Reinecke. "Conversávamos muito sobre essa montagem e a importância da peça, que inaugurou o Teatro Paiol, em 1969."
Nascido em 15 de maior de 1948, em São Paulo, Heráclito Gomes Pizano ou, como ficou conhecido, Kito Junqueira atuou em várias produções da TV, cinema e teatro. Enveredou para a política em 1994, sendo eleito deputado estadual por São Paulo.
Kito começou a carreira artística em 1973, ao estrear na novela As Divinas... e Maravilhosas, na extinta TV Tupi. Lá, faria ainda Vila do Arco (1975) e Tchan, a Grande Sacada (1976). Depois, em 1977, surgiu na tela da TV Globo, inegrando o elenco de novelas como Espelho Mágico (1978), mas retornou para a Tupi, em 1979, atuando na novela Como Salvar Meu Casamento. Passaria também pela TV Manchete, na novela Pantanal, em 1990. Passou ainda pela Band, em 1980, fazendo a novela Cavalo Amarelo, entre outas.
O ator deixou sua marca também no cinema, participando de filmes como Eternamente Pagu e Topografia de um Desnudo. Já no teatro, Kito Juqueira fez vários trabalhos, sendo um dos mais importantes, a peça Bent, com a qual recebeus vários prêmios, o da APCA, o Molière e o Troféu Mambembe.
Comentários CORRIGIR TEXTO