Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 14 de agosto de 2019.
Dia do Controle de Poluição Industrial.

Jornal do Comércio

Cultura

COMENTAR | CORRIGIR

Música

Edição impressa de 14/08/2019. Alterada em 14/08 às 03h00min

Sesc realiza Mostra Sonora Brasil em Porto Alegre

Líricas femininas é um dos espetáculos no Teatro do Sesc Centro nesta semana

Líricas femininas é um dos espetáculos no Teatro do Sesc Centro nesta semana


CESAR DUARTE/DIVULGAÇÃO/JC
Igor Natusch
Sempre presentes, mas nem sempre visíveis, as mulheres na música são o grande tema da 6ª edição da Mostra Sonora Brasil Sesc em Porto Alegre. A partir do tema Líricas femininas: a presença da mulher na música brasileira, uma agenda de espetáculos, debates e oficinas ocorre de hoje a domingo no Teatro do Sesc Centro (Alberto Bins, 665), trazendo grupos de artistas de diferentes regiões do País.
Sempre presentes, mas nem sempre visíveis, as mulheres na música são o grande tema da 6ª edição da Mostra Sonora Brasil Sesc em Porto Alegre. A partir do tema Líricas femininas: a presença da mulher na música brasileira, uma agenda de espetáculos, debates e oficinas ocorre de hoje a domingo no Teatro do Sesc Centro (Alberto Bins, 665), trazendo grupos de artistas de diferentes regiões do País.
Além de valorizar o fazer musical da mulher na contemporaneidade, a mostra é uma chance de conhecer a história da música no Brasil, pelo olhar das mulheres que a constroem. Todas as atrações têm entrada franca, mediante retirada de ingressos até uma hora antes de cada atividade. Reservas e inscrição para oficinas podem ser feitas pelo e-mail culturacentro@sesc-rs.com.br ou no telefone (51) 3284-2071.
Hoje, as atividades começam às 14h, com a oficina Avós da nossa voz, que parte da história de vida de cada participante para conjugar memórias e afetos com a criação musical. Às 19h, é a vez do espetáculo Líricas históricas, que trará a obra de compositoras ligadas a diferentes fases da música brasileira - muitas delas sem nunca terem recebido o reconhecimento devido por suas contribuições. As peças musicais serão executadas por Gabriela Geluda (voz), Anastácia Rodrigues (voz, kalimba e pandeirão), Priscilla Ermel (violão e viola caipira) e Vanja Ferreira (harpa).
Os espetáculos temáticos, sempre programados para a noite, buscam resgatar a memória e as particularidades da presença da mulher em nossa música. Cada lírica está conectada a atividades formativas, que acontecem durante o dia e são ministradas por artistas que se apresentarão no concerto posterior. As oficinas funcionam, então, como um processo de mediação para o show noturno. "Muito além da dimensão musical, é um projeto didático. Durante as apresentações, os grupos vão sempre contextualizando de onde surge aquela temática, abordando aspectos históricos, culturais, antropológicos e políticos", acentua o coordenador de Música do Sesc-RS, Anderson Mueller.
No decorrer da semana, serão apresentados espetáculos ligados às tradições e comunicações com divindades típicas do meio rural (Líricas transcendentes); compositoras negras e tradições de matriz africana (Líricas negras); e repertórios da atualidade, voltados à experimentação e inovação (Líricas modernas). Cada uma delas terá oficinas relacionadas (ver quadro). Antes de todas as apresentações, acontecerão intervenções poéticas do grupo Mina de Rima.
No domingo, a Capital verá uma apresentação exclusiva, chamada Líricas sulinas e que vai traçar uma linha temporal até a atualidade do cenário musical gaúcho. Está programada também a realização, no sábado, do debate Sonora Diálogos - Experiências, processos composicionais e mercado na música para mulheres, com as presenças das cantoras e compositoras Ana Fridman, Badi Assad e Lucina, com mediação de Clarissa Ferreira. A ideia é trocar informações e leituras sobre as particularidades criativas e os gargalos que existem para as mulheres compositoras.
O evento é parte da 21ª edição do Sonora Brasil. Desde 2014, as atividades em Porto Alegre vêm sendo realizadas em formato de mostra, ao invés de espaçar os eventos durante vários meses, como anteriormente. Os resultados junto ao público são positivos, garante Mueller: "(No passado) às vezes, alguém via uma apresentação e não as outras. Concentrando os eventos em um período curto, conseguimos dar uma amplitude maior sobre o tema trabalhado, e é possível (para os participantes) perceber e debater mais a fundo as nuances e particularidades de cada temática".
No momento, há duas temáticas diferentes do projeto circulando pelo País. Enquanto as regiões Sul, Centro-Oeste e Sudeste recebem as Líricas femininas neste ano, os estados do Norte e do Nordeste se dedicam à música dos povos originários. No ano que vem, a relação se inverte. Os temas são selecionados por uma curadoria nacional, formada por representantes de cada estado brasileiro.
Mueller destaca que um dos objetivos centrais é lançar luz sobre muitas criadoras que passaram por um processo de apagamento com o decorrer das décadas. "Muitas obras não eram assinadas pelas autoras, ou então elas faziam uso de nomes artísticos vagos, porque, muitas vezes, as mulheres não podiam assinar seu próprio nome (nas composições)", lamenta Mueller. "Parte do papel da mostra é evidenciar quantas obras foram extraviadas, perdidas, muitas vezes jogadas até no lixo por causa desse preconceito, e que acabaram não sendo devidamente valorizadas ao longo do tempo."

Programação da Mostra Sonora Brasil Sesc

14/08 (quarta-feira)
  • 14h - Oficina Avós da nossa voz
  • 19h - Espetáculo Líricas históricas
15/08 (quinta-feira)
  • 15h - Oficina A lembrança de si mesmo
  • 19h - Espetáculo Líricas transcendentes
16/08 (sexta-feira)
  • 15h - Oficina Iniciação à percussão através dos ritmos brasileiros
  • 19h - Espetáculo Líricas negras
17/08 (sábado)
  • 9h - Oficina de canto popular
  • 15h - Mesa Sonora Diálogos - Experiências, processos composicionais e mercado na música para mulheres
  • 19h - Espetáculo Líricas modernas
18/08 (domingo)
  • 18h - Espetáculo Líricas sulinas
Mais informações: www.sesc-rs.com.br
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia