Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 07 de junho de 2019.
Dia da Liberdade de Imprensa.

Jornal do Comércio

Cultura

CORRIGIR

cinema

Edição impressa de 07/06/2019. Alterada em 07/06 às 03h00min

'O homem que matou Dom Quixote' chega aos cinemas após décadas de produção

No longa, um velho sapateiro acredita ser Dom Quixote e confunde um diretor de comerciais com Sancho Pança

No longa, um velho sapateiro acredita ser Dom Quixote e confunde um diretor de comerciais com Sancho Pança


DIEGO LOPEZ CALVIN/DIVULGAÇÃO/JC
Foram quase 30 anos para, finalmente, O homem que matou Dom Quixote chegar aos cinemas. De Terry Gilliam, a aventura é protagonizada por Adam Driver (Kylo Ren de Star Wars) e Jonathan Pryce (o Alto Pardal de Game of Thrones). Na história, um velho sapateiro espanhol (Pryce) acredita ser Dom Quixote e confunde o diretor de comerciais Toby (Driver) com Sancho Pança. De forma bem-humorada, o diretor se vê preso nas alucinações do sapateiro, ao passo em que é forçado a enfrentar as consequências de um filme que fez e provocou problemas em um vilarejo espanhol. Enfrentando seus demônios reais e imaginários, ele precisará salvar Dom Quixote de sua loucura e iminente morte.
Imaginado em 1989, Gilliam começou a projetar o roteiro ainda em 1991, tendo até filmado partes em 2000, mas enfrentou mortes de atores e dilúvio no local de filmagem.
CORRIGIR