Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 29 de maio de 2019.
Dia Mundial da Energia. Dia do Estatístico. Dia do Geógrafo.

Jornal do Comércio

Cultura

COMENTAR | CORRIGIR

Centros culturais

29/05/2019 - 15h20min. Alterada em 29/05 às 15h23min

Concessão do Araújo Vianna e Teatro Túlio Piva prevê investimento de R$ 6,7 milhões

O Araújo Vianna é administrado desde 2007 pela Opus, com contrato vence em julho deste ano

O Araújo Vianna é administrado desde 2007 pela Opus, com contrato vence em julho deste ano


MARCELO G. RIBEIRO/JC
A prefeitura de Porto Alegre anunciou nesta quarta-feira (29) as regras para a concessão do Auditório Araújo Vianna e do Teatro de Câmara Túlio Piva. O investimento para obras é previsto em R$ 6,7 milhões, sendo R$ 4,4 milhões para o teatro, localizado no bairro Cidade Baixa e fechado desde 2014. Os interessados em disputar a concessão podem apresentar proposta até 2 de julho. A prefeitura quer assinar o contrato até setembro de 2019.
O edital de concessão parcial, porque haverá um uso compartilhado com o município, prevê período de dez anos de exploração dos dois equipamentos. Desde 2007, o Araújo Vianna está sob a administração da Opus Promotora, que liderou a reforma da estrutura. O contrato original seria encerrado em 2017, mas houve prorrogação até julho deste ano para compensar o período de obras que adiou o começo do uso do auditório.
Segundo a prefeitura, a concessão vai até 2029. Entre as obrigações do permissionário, estão obras na cobertura, instalação de equipamentos, restauração da esplanada de acesso ao auditório, execução de passeio frontal e acesso ao pátio de serviço.
No Teatro Túlio Piva, estão previstas também reformas e instalação de equipamentos de som e iluminação. O concessionário ficará responsável ainda pela gestão e manutenção predial das duas casas - incluindo administração, segurança, limpeza, custeio e manutenção.
A concessão será por outorga, com valor inicial de R$ 4,17 milhões, previsto no edital. Vencerá o interessado que ofertar o maior valor de outorga. O pagamento da outorga prevê que 20% será feito até o quinto dia após a assinatura do contrato e 80% do valor em 120 meses, com reajuste anual pelo IPCA. 

Confira cada o perfil de cada local:

Auditório Araújo Vianna: fica no Parque Farroupilha (Parque da Redenção)
MARCELO G. RIBEIRO/JC
  • Área: 5,4 mil metros quadrados
  • Capacidade: 3.146 pessoas sentadas
  • Status de operação: possui estrutura para a realização de shows, produções artísticas e outros eventos de nível nacional e internacional
  • Investimento: R$ 2,36 milhões 
Teatro de Câmara Túlio Piva: fica na Rua da República 
MARCELO G. RIBEIRO/JC
  • Área construída, 1.072 metros quadrados
  • Capacidade: 214 pessoas sentadas
  • Status de operação: espaço com vocação para incentivo à cultura local. Está fechado para reforma desde 2014
  • Investimento: R$ 4,4 milhões
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia