Porto Alegre, quarta-feira, 29 de julho de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quarta-feira, 29 de julho de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Acontece

- Publicada em 03h32min, 30/05/2019. Atualizada em 03h00min, 30/05/2019.

'Sartre ou o inconsciente como álibi' é o novo livro do psicanalista Roberto Graña

O segundo volume da trilogia A Psicanálise e a Crítica Filosófica, iniciada com Heidegger ou as vicissitudes da destruição (2016), traz Jean-Paul Sartre como tema principal. Sartre ou o inconsciente como álibi (AGE, 264 págs., R$ 79,00) é o novo livro do psicanalista Roberto B. Graña, que terá lançamento e sessão de autógrafos hoje, às 19h, na Biblioteca Pública do Estado (Riachuelo, 1.190).
O segundo volume da trilogia A Psicanálise e a Crítica Filosófica, iniciada com Heidegger ou as vicissitudes da destruição (2016), traz Jean-Paul Sartre como tema principal. Sartre ou o inconsciente como álibi (AGE, 264 págs., R$ 79,00) é o novo livro do psicanalista Roberto B. Graña, que terá lançamento e sessão de autógrafos hoje, às 19h, na Biblioteca Pública do Estado (Riachuelo, 1.190).
O texto remonta às lembranças dos sentimentos do autor quando da morte de Sartre, em abril de 1980, além de questionar algumas contribuições do filósofo. Graña é membro titular e analista didata da Sociedade Brasileira de Psicanálise de Porto Alegre, membro da International Psychoanalytical Association, doutor em Letras pela Ufrgs e pós-doutor em Filosofia e Psicanálise, em Paris VIII.
Comentários CORRIGIR TEXTO