Porto Alegre, sábado, 01 de agosto de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sábado, 01 de agosto de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

ACONTECE

- Publicada em 01h04min, 21/02/2019.

Museu Joaquim Felizardo realiza exposição sobre o Carnaval de rua em Porto Alegre

Registro do Bloco Carnavalesco Exagerado na mostra 'Deus Momo vem aí'

Registro do Bloco Carnavalesco Exagerado na mostra 'Deus Momo vem aí'


ACERVO MUSEU DE PORTO ALEGRE JOAQUIM FELIZARDO/DIVULGAÇÃO/JC
A partir desta quinta-feira (21), o Museu de Porto Alegre Joaquim Felizardo (João Alfredo, 582) abre a exposição temporária Deus Momo vem aí: histórias da folia de rua na Porto Alegre antiga, dedicada aos primórdios do Carnaval da Capital. Com parte do acervo pertencente à instituição, a mostra que vai até 30 de setembro. A seleção explora as diferentes formas assumidas pela festa de rua desde meados do século XIX até os anos de 1950, quando blocos e cordões definitivamente tomaram conta da folia da cidade. 
A partir desta quinta-feira (21), o Museu de Porto Alegre Joaquim Felizardo (João Alfredo, 582) abre a exposição temporária Deus Momo vem aí: histórias da folia de rua na Porto Alegre antiga, dedicada aos primórdios do Carnaval da Capital. Com parte do acervo pertencente à instituição, a mostra que vai até 30 de setembro. A seleção explora as diferentes formas assumidas pela festa de rua desde meados do século XIX até os anos de 1950, quando blocos e cordões definitivamente tomaram conta da folia da cidade. 
Além do acervo de indumentária, fotografia e itens arqueológicos pertencentes ao museu, a pesquisa foi realizada em jornais, revistas e trabalhos acadêmicos, e leva o visitante a pensar sobre questões urbanas e sociais vinculadas à história e à memória da cidade. Peculiaridades dos antigos Carnavais como entrudo, limão-de-cheiro, coreto e remelexo também podem ser conferidas na nova exposição.
Comentários CORRIGIR TEXTO